Mostrando postagens com marcador Netflix. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Netflix. Mostrar todas as postagens

24 setembro 2017

Eu assisti: How I Met Your Mother

Eu realmente não lembro quando comecei assistir How I Met Your Mother. Porém, foi de uma maneira extremamente despretensiosa... A primeira ameaça que a série poderia sair do catálogo da Netflix eu ainda estava na 3° temporada. Não "maratonar" acabou me proporcionando a deliciar com cuidado cada episódio.

Confesso para vocês que eu não gosto muito de séries no formato Sitcom:

Sitcom, abreviatura da expressão inglesa situation comedy ("comédia de situação", numa tradução livre), é um estrangeirismo usado para designar uma série de televisão com personagens comuns onde existem uma ou mais histórias de humor encenadas em ambientes comuns como família, grupo de amigos, local de trabalho. Em geral são gravados em frente de uma plateia ao vivo e caracterizados pelos "sacos de risadas", embora isso não seja uma regra.
A série How I Met Your Mother é conhecido por sua estrutura única e humor excêntrico, recebeu críticas positivas na maior parte de suas nove temporadas e ganhou status cult ao longo dos anos, com milhões de fãs. O seriado foi indicado para 24 prêmios Emmy. 

Eu realmente não lembro exatamente quando comecei assistir a série How I Met Your Mother . Porém, foi de uma maneira extremamente despretensiosa... a primeira ameaça que a série poderia sair do catálogo da Netflix eu estava na 3° temporada. Não "maratonar" proporcionou deliciar-me em cada episódio. 

É um seriado de comédia com sintuações da vida real. Esse foi um dos motivos do HIMYM ser a minha série de comédia preferida! No decorrer dos episódios aprendemos muito com os conselhos do Ted do futuro, a relação do Marshall e da Lily (como não amar?), As sintuações Legendárias que o Barney passava com os amigos e até o beijo de Barney e Robin me fez torcer até o final para que o casal enfim se acertasse.


O How I Met Your Mother é cheio de lições sobre a vida e passa a mensagem de que não importa quanto tempo demore -- nove temporadas é muita coisa --, o amor da sua vida vai chegar um dia.

Pensando nisso, o site IGN escolheu 19 conselhos que recebemos sobre a vida com Ted Mosby, Lily Aldrin, Marshall Eriksen, Robin Scherbatsky e, claro, nosso lendário Barney Stinson.

19 LIÇÕES DE VIDA QUE APRENDEMOS COM
 HOW I MET YOUR MOTHER 




1. The Platinum Rule (A regra de platina)
Onde apareceu: "The Platinum Rule" (3ª temporada, 11º episódio).


Na terceira temporada de How I Met Your Mother, Barney diz que a regra de ouro é sempre "amar o próximo". O personagem, famoso por fazer piadinhas sacanas, criou então a "Platinum Rule", em que você jamais deve se relacionar com alguém que você tenha qualquer tipo de relação profissional -- como colegas de escola ou trabalho.

Ted ignora completamente o conselho do amigo para sair com Stella, a dermatologista que eventualmente o largaria no altar. Ninguém mandou.

2. The Lemon Law (A lei do limão)
Onde apareceu: "The Duel" (1ª temporada, 8º episódio).


A lei do limão é bem simples: de acordo com Barney, em cinco minutos de um encontro, as pessoas já sabem se vão dar certo ou não como um casal. O personagem ainda fala que os relacionamentos seriam muito mais fáceis -- e os encontros menos constrangedores -- se as pessoas de fato aplicassem a lei do limão.

3. Corra atrás dos seus sonhos sem medo de se machucar: Onde apareceu: "The Window" (5ª temporada, 10º episódio).

"Se você não está assustado, você não está arriscando. E se você não está se arriscando, então o que raios você está fazendo?"

Em The Window, Ted (que é arquiteto) recebe a proposta de voltar a construir o prédio da Goliath National Bank. Porém, após ter seu projeto recusado pela primeira vez, o protagonista da série afirma que tem medo de se magoar novamente.

Então How I Met Your Mother nos ensina que sim, o futuro é assustador -- principalmente se você se machucou em um relacionamento ou situação anterior. Mas será que vale a pena deixar seu medo vencer e abrir mão de se arriscar -- consequentemente, de não ser feliz?

4. The Cheerleader Effect (o efeito de líder de torcida) Onde apareceu: "Not a Father's Day" (4ª temporada, 7º episódio).

Em "Not a Father's Day", Barney mostra um grupo de meninas que parecem muito bonitas juntas, mas ao aproximar a câmera e mostrá-las separadamente, nenhuma é verdadeiramente atraente.

No episódio, ainda, os amigos mostram à Stinson que esse efeito não ocorre apenas com mulheres, e sim com qualquer grupo. O que ninguém sabia é que foram os criadores da série que inventaram a ideia. Mais tarde, um artigo científico da Universidade da Califórnia foi publicado comprovando esse fenômeno.

O “efeito cheerleader” acontece porque o sistema visual cria um padrão ao observar o rosto de várias pessoas em conjunto, como se fizesse uma média conjunta. Isso significa que os rostos são mais atraentes quando vistos em grupo, porque se parecerem similares a um rosto médio do grupo, o que é mais atraente que o rosto individual de cada um.

5. Nothing Good Happens After 2am (Nada bom acontece após às duas da manhã) Onde apareceu: "Nothing Good Happens After 2 A.M." (1ª temporada, 18º episódio).


"Crianças, nada bom acontece após às duas da manhã. Se você teve alguma ideia, se você sequer pensou em fazer algo depois desse horário, apenas vá dormir". Ted nos ensina isso logo na primeira temporada da série, quando é convidado para ver Robin durante a madrugada -- sendo que ele estava comprometido com Victoria, a confeiteira que foi fazer intercâmbio para a Alemanha.

A regra ainda é relembrada em vários momentos do seriado, sendo eternizada pelos fãs do show.

6. The Hook (ou estar no "gancho") Onde apareceu: "Hooked" (5ª temporada, 16º episódio).



A ideia do "hook" é uma das mais cruéis -- e ao mesmo tempo, uma das mais realistas. O vídeo acima pode estar em inglês, mas quem não é fluente no idioma também consegue entender: ser pego pelo "gancho" é se apaixonar por uma pessoa que não sente o mesmo por você, mas te mantém por perto porque gosta de ser mimado.

Por isso, essas pessoas não tomam coragem para dizer "eu não posso ficar com você", porque isso acabaria com as esperanças de quem está apaixonado. Em vez disso, elas completam a frase falando "por enquanto", ou "agora", sugerindo que, em um futuro próximo, talvez, vocês terminassem juntos. E, de acordo com a teoria, isso nunca vai acontecer.


7. Legendary (Lendário) Onde apareceu: "Sunrise" (9ª temporada, 17º episódio).


"Não é lendário se os seus amigos não estiverem lá para ver."

Dizer que algo era "legendary" (ou lendário) em How I Met Your Mother significava muitas coisas. Mas na nona temporada da série, Barney, personagem que mais usa a expressão -- sempre acompanhado de um "wait for it", ou "espere por isso" --, diz que tudo sempre será lendário se for ao lado dos seus amigos.

Essa mensagem é ótima: quer dizer que não importa se você lambeu o Sino da Liberdade, na Filadélfia, como acontece no seriado, ou se um urso entrou no seu casamento, como acontece no casamento de Barney e Robin. Aquele momento só será inesquecível se você estiver rodeado de pessoas que você ama.

8. Alguns casais têm data de validade Onde apareceu: "Something Blue" (2ª temporada, 22º episódio).


"Você roubou uma trompeta francesa azul por mim."
"Eu teria roubado uma orquestra inteira."

O episódio "Something Blue" mostra como Ted e Robin terminam pela primeira vez. Ao se perguntarem como eles se vêem no futuro, Ted diz que quer estar casado e com filhos, enquanto Robin quer focar em sua carreira. E é quando eles percebem que o relacionamento deles tem data de validade.

Muitos casais possuem data de validade, seja ela diferentes objetivos de vida -- como aconteceu com o casal do seriado -- ou questões emocionais, como o fato de uma pessoa querer um relacionamento sério, enquanto a outra só quer curtir a vida.

9. Para um relacionamento dar certo, você só precisa de duas coisas: química e timing. Onde apareceu: "The Best Man" (7ª temporada, 1º episódio).



O título desse item diz por si só: para um relacionamento dar certo, é necessário que haja química e timing. Então não interessa se você e a pessoa não conseguem ficar perto um do outro sem sentir aquela faísca e aquele sentimento que quase não conseguimos guardar dentro do peito. Se o timing não estiver certo -- isto é, se a pessoa não quiser um relacionamento sério naquele momento da vida e vice-e-versa, a relação provavelmente não vai para frente.

10. “Você pode deixar para trás a sua raiva, e é só quando você faz isto que ela se vai de verdade e você pode seguir em frente.” Onde apareceu: "Happily Ever After" (4ª temporada, 6º episódio).


"Você pode pensar que as suas únicas opções são engolir sua raiva ou jogá-la na cara de alguém, mas existe uma terceira opção: você pode simplesmente seguir em frente."

Quando Stella larga Ted no altar, os amigos do protagonista esperam que Mosby fique bravo e chateado -- com toda a razão. Porém, Ted diz que está bem e que não está disposto a sentir ódio da ex-noiva.

Por conta de uma reviravolta no episódio, o protagonista decide confrontar Stella e descontar toda a sua raiva por ter sido abandonado, mas desiste ao ver sua ex com Tony e sua filha, e percebe que, para de fato seguir em frente, é necessário deixar a raiva para trás.

11. O futuro é assustador, mas você não pode ficar simplesmente correndo de volta para o passado só porque ele é bem conhecido. Onde apareceu: "Challenge Accepted" (6ª temporada, 24º episódio).


"O futuro é assustador, mas você não pode apenas correr para o passado porque é familiar. Sim, é tentador, mas é um erro."

Quando surge a possibilidade de Robin e Barney voltarem -- para a alegria de muitos fãs --, a ex-estrela pop canadense percebe que só queria voltar com o antigo namorado porque estava com medo.

E essa é a mensagem que How I Met Your Mother quer passar. Sim, o futuro é assustador, mas você não pode correr de volta para o passado só por medo de se machucar. É o que falamos no terceiro item da nossa lista: para ser feliz, muitas vezes é necessário se arriscar.

12. Teoria Dahmer Dobler (A teoria Dahmer Dobler) Onde apareceu: "PS. I Love You" (8ª temporada, 15º episódio).



A teoria Dahmer Dobler também faz parte das regras reais de How I Met Your Mother: um gesto de amor pode ser visto como "fofo" ou "assustador", dependendo da relação entre as pessoas. Na série, eles usam o termo "Dobler", se referindo à Lloyd Dobler, do filme Digam o que Quiserem, que levanta o rádio gigante na janela da menina pela qual ele é apaixonado -- e todos acham isso incrivelmente romântico, porque é um amor correspondido.

Porém, se não for um sentimento recíproco, automaticamente essa atitude é considerada "Dahmer", se referindo ao famoso serial killer americano Dahmer. Ficou confuso? Vamos dar um exemplo aqui: Marshall chamou Lily para sair pela primeira vez entrando no quarto dela sem ela saber e fez uma pequena serenata. Ela achou adorável, mas poderia ter achado terrível -- se não gostasse dele.


13. Cada passo em nossa vida está conectado Onde apareceu: "How Your Mother Met Me" (9ª temporada, 16º episódio).






A maior lição que How I Met Your Mother pode nos ensinar é que cada escolha em nossas vidas vai nos levar ao nosso destino. Não importa quantas vezes passamos desapercebidos pela pessoa certa, uma hora vocês vão se encontrar. E isso nos dá uma esperança sem igual.

Então tudo bem se, quando era mais novo, você estudou com alguém que nunca teve lá muita intimidade: o futuro é um mistério. Pode ser que não dê em nada, mas o destino também pode dar um empurrãozinho, como acontece com Ted e Tracy.

14. Todo mundo tem uma bagagem: Onde apareceu: "The Wedding Bride" (5ª temporada, 8º episódio).


A não ser que você e a pessoa com quem você está se relacionando morem em uma ilha deserta a vida inteira, entenda que seres humanos têm bagagem psicológica. Isto é, antes de você, existiram outras pessoas na vida da sua atual namorada(o) -- e não tem nada de errado com isso.

Então todo mundo já passou por coisas boas e ruins em outros relacionamentos, que talvez elas levem consigo para sempre. Pode ser uma traição, uma lembrança de onde a pessoa gostava de tomar café da manhã ou até dos motivos pelos quais as pessoas brigavam. No caso de Ted, o protagonista foi abandonado no altar e não sabia como contar isso.




15. The Graduation Goggles (Os óculos de "formatura"): Onde apareceu: "The Exploding Meatball Sub" (6ª temporada, 20º episódio).


"Óculos de formatura: que nem acontece no colegial. São quatro anos de valentões zoando crianças com aparelhos. Mas no dia da formatura, você fica todo emocional porque você percebe que nunca vai ver aqueles idiotas novamente."

"Graduation goggles" é, provavelmente, uma das referências mais divertidas em How I Met Your Mother, mas uma que nem todo mundo lembra. A teoria afirma que, pouco tempo antes de uma fase da sua vida acabar, você vai sentir falta dela, mesmo que tenha sido horrível.

Ou seja, você pode ter vivido um relacionamento péssimo, mas nos últimos segundos antes de terminar, você vai olhar para trás com um pouco de saudade -- mesmo que você tenha certeza que quer terminar. No fundo, você só está sentindo falta porque está indo embora.



16. “Quando você encontra alguém que você quer ao seu lado, você faz algo para isto acontecer.” Onde apareceu: "Sunrise" (9ª temporada, 17º episódio).




Sim, falamos nessa lista que How I Met Your Mother dá muita importância para o destino, mas não é só isso. São diversos os momentos na série em que os personagens falam que se você ama algo ou alguém, você não deve deixá-la ir e sim, valorizá-la. Relacionamentos precisam sempre de liberdade, mas não de montanhas russas.

Na nona temporada, Ted finalmente decide deixar Robin ir -- ou seja, aceita que ela vai se casar com Barney. E é quando ele diz que se você quer uma pessoa ao seu lado, você deve fazer algo a respeito disso. Afinal, o destino dá uma mãozinha, mas não vai manter os sentimentos da pessoa por você sem a sua ajuda.

17. "Quase aquilo que você quer, mas não exatamente":Onde apareceu: "Farhampton" (8ª temporada, 1º episódio).


Esse é um dos episódios mais profundos e, ao mesmo tempo, mais hilários de How I Met Your Mother. Quando Victoria entra vestida de noiva no bar McLaren's à procura de Ted, ela está convencida que não quer casar com seu noivo alemão, Klaus. O protagonista da série decide então conversar com Klaus -- é então que ocorre um dos melhores diálogos da série:

Klaus: "Victoria não é a minha 'lebenslanger schicksalsschatz' (que significa "o tesouro do destino ao longo da vida"). Ela é a minha 'Beinahe-Leidenschaftsgegenstand', o que quer dizer que ela é a coisa que você quase quer, mas não exatamente."

Ted: "Como você sabe que ela não é a sua 'lebenslanger schicksalsschatz'? Talvez, com os anos, ela se torne mais 'lebenslanger schicksalsschatz'."

Klaus: "'Lebenslanger Schicksalsschatz' não é algo que se desenvolve com o tempo. É algo que acontece instantaneamente. Esse sentimento passa por você como a água de um rio após uma tempestade, preenchendo e te esvaziando de uma vez só. Você sente pelo seu corpo, nas suas mãos, no seu coração, na sua barriga, na sua pele... Você já se sentiu dessa maneira?"

Apesar de o diálogo ser relativamente longo, o conselho que a série dá é bem simples: quando você conhece a pessoa certa, você simplesmente sabe.

18. A pessoa está chegando o mais rápido possível: Onde apareceu: "As Fast As She Can" (4ª temporada, 23º episódio).


"Eu sei que você está cansado de esperar. E você talvez precise esperar mais um pouquinho, mas ela está à caminho, Ted. E ela está vindo o mais rápido que pode."

Em "As Fast As She Can", Tony termina com Stella (novamente), e a ex-noiva de Ted pede ajuda para que o protagonista a ajude a reconquistar seu antigo amor. Após muitas discussões, Stella afirma que Tony é "o cara certo para ela".

E essa mensagem é importantíssima: sim, pessoas terminam, e muitas vezes, isso é dolorido. Mas nunca perca as esperanças. O amor da sua vida ainda está procurando você -- e garantimos que ela está chegando o mais rápido que pode.

19. Aproveite cada segundo ao lado de quem você ama:Onde apareceu: "The Time Travelers" (8ª temporada, 20º episódio).




Esse monólogo de Ted é o mais emocionante de toda a série. O primeiro motivo para isso é que é a primeira dica que os criadores deram de que a Mãe (Tracy) morreria em How I Met Your Mother. Mas a maneira como Ted fala é uma das maiores declarações de amor que vemos no seriado.

E o último conselho que recebemos é que devemos amar as pessoas do melhor jeito que pudermos, e sempre aproveitarmos a companhia de quem queremos por perto, porque nós nunca sabemos quando elas vão embora. Não precisa ser necessariamente quando a pessoa que você ama morrer -- afinal, pessoas terminam relacionamentos todos os dias. Mas o importante é nunca se esquecer de aproveitarmos cada segundo ao lado de quem nós amamos, porque nada é eterno.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

14 julho 2017

Série: Pretty Little Liars


Pretty Little Liars é uma série de televisão norte-americana baseada na popular série literária de mesmo nome escrita por Sara Shepherd. A série é protagonizada por Troian Bellisario, Ashley Benson, Lucy Hale, Shay Mitchell e Sasha Pieterse. Ganhou por 5 vezes consecutivas o Prêmio Teen Choice de Melhor Série de TV – Drama.

Estreou em 8 de junho de 2010 no canal ABC Family (Freeform desde 2016). O sucesso de classificações dos primeiros 10 episódios solicitaram que a série literária fosse estendida para além dos 8 primeiros títulos. Em 26 de março de 2013, ABC Family anunciou que um spin-off, Ravenswood, iria ao ar em outubro de 2013. O spin-off foi ao ar com 10 episódios antes de ser cancelado. Em 29 de agosto de 2016, foi oficialmente anunciado o término da série após o fim da sétima temporada. Filmagens da série foram finalizadas oficialmente em 26 de outubro de 2016.

O último episódio da série foi exibido no dia 27 de junho de 2017, transmitido ao vivo pela emissora Freeform.
                   

Cinco amigas inseparáveis têm suas vidas mudadas para sempre quando uma delas, a líder do grupo, desaparece misteriosamente. Um ano depois, Alison ainda está sumida e ninguém sabe se ela ainda está viva. Enquanto isso, as outras quatro adolescentes passam a receber mensagens ameaçadoras de alguém que sabe de um grande segredo que elas guardam.
O que as quatro a migas realmente sabem sobre o desaparecimento de Alison? Será que elas têm alguma culpa? Quem parece estar vigiando cada passo das meninas e enviando mensagens assustadoras que expõem seus segredos mais íntimos, dos quais apenas Alison sabia? Seria a própria Alison, se ela ainda estiver viva, ou seria outra pessoa que sempre esteve de olho nelas?
Além de terem que lidar com um segredo que tentam manter a todo o custo, as quatro amigas têm vários problemas pessoais a resolver na pequena cidade onde moram: conflitos na família e nos relacionamentos amorosos não ficam de fora do dia-a-dia de cada uma delas.
                    

Sou Fangirl, desde ano passado. Quando eu descobri as maravilhas do Netflix... Estou tirando o atraso das séries mais antigas estou na 3° temporada ainda é cedo para escrever um relato mais pessoal sobre as minhas impressões sobre a série.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

07 julho 2017

Milla a Fangirl?


Ano passado, eu descobri as maravilhas do Netflix. Eu comecei a maratona das 7 temporadas de Gilmore Girls (foram dois meses intensos!). Lembro de assistir Gilmore Girls quando era adolescente, no canal Warner Channel (canal a cabo), eu cheguei a ver alguns episódios aleatórios na época e algumas reprises da série em horários alternativos no mesmo canal. 


A identificação com a série Gilmore Girls foi quase de imediato: A relação mãe e filha, o vicio por café, o habito de sempre ter um livro na bolsa... E foi na mesma época, que eu descobri a minha dificuldade em assistir séries (indisciplina & ansiedade...). Quando terminei a 1° temporada fiquei em estase! 1)por ser a 1° temporada completa que eu assistia de alguma série; 2) Terminei a 1° temporada de Gilmore Girls com a certeza que aquela era a série da minha vida! A cada episódio, eu me identificava mais com as histórias e com os diálogos rápidos e inteligentes. Terminei de assistir os últimos episódios da 7° temporada e ainda fiquei "saboreando" cada episódio... 


Logo em seguida eu comecei a assistir a série OC - Um estranho no paraíso um pouco mais devagar... Porém, curtindo a série que relata a história de um grupo de adolescentes e das suas famílias que vivem em Newport Beach, do Condado Orange (Orange County, daí o O.C.), localizado na Califórnia. É uma série que tenta aliar comédia e drama com uma trilha sonora juvenil, sem ter nomes sonantes da música comercial mas sendo, ao mesmo tempo, muito atual. 


Nas minhas pesquisas mais recentes  no catálogo de séries do Netflix. Procurando uma série mais leve para assistir encontrei How I Met Your Mother (no Brasil, How I Met Your Mother ou Como Eu Conheci Sua Mãe) foi uma premiada sitcom estadunidense da CBS criada por Carter Bays e Craig Thomas. (Estou assistindo a 7º temporada).


O seriado Gossip Girls é baseada na série literária homônima da escritora Cecily von Ziegesar, não representa originalidade bruta, mas representa originalidade derivada. Apoiando-se numa premissa básica de organização social. O autor Josh Schwartz e Stephanie Savage (dos mesmos criadores de OC- um estranho no paraíso), continuam apostando alto para marcar o seu nome história como ícone pop e como referência cultural. 
Sim, eu estou na minha época de fangirl. Não conhece o termo? No Dicionário Oxford, temos como definição: 

  

“Uma fã do sexo feminino, especialmente uma que é obsessiva por quadrinhos, filmes, música ou ficção científica”. 

Eu não encontrei somente 1 série favorita, eu me encontrei em várias outras séries... Fico pensando se é normal a gente curtir tanto personagens; seja de livros, séries ou filmes. é engraçado que nós nos identifiquemos tanto com personagens que não são reais...

Seriados é um dos assuntos que estou abordando com uma certa frequência aqui no Lado... Na medida, que eu irei assistindo e fazendo maratonas no final de semana irei escrever mais aqui.

 
Uma curiosidade: a Rainbow Rowell (autora de Eleanor & Park) escreveu um livro chamado Fangirl, onde a protagonista é muito fã de uma série de livros. Ela escrevia fanfics e participava de comunidades online sobre o tema.





Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

24 junho 2017

Filme:A Menina do Chalé – ( Chalet Girl)




Kim, uma jovem de 19 anos, costumava ser campeã de skate, mas agora está presa em um emprego que odeia para ajudar seu pai, após a trágica morte da sua mãe. Porém, uma oportunidade surge, e ela é enviada para trabalhar em um chalé, na Áustria, onde encontra uma chance de ganhar dinheiro com o prêmio de uma competição de snowboarding.

Depois que eu terminei a maratona de Gossip Girl eu gosto de ver os filmes que os atores da série participaram. O que me fez assistir A garota do Chalé foi o ator Ed Westwick (Chuck Bass - gossip girl) que faz um personagem muito querido diferente da série e por estar disponível no Netflix.


O filme A garota do chalé é uma comédia romântica bastante clichê. Seria um filme ideal para a "sessão da tarde" um filme despretensioso de passar alguma mensagem para o grande publico. Um filme ideal, para ficar debaixo das cobertas comendo pipoca.

O enredo do filme já é contado "nos créditos iniciais" que faz o telespectador ficar um pouco confuso com a história que esta sendo contada. A trama começa com a A Kim (Felicity Jones – A Teoria de Tudo) trabalhando em uma lanchonete uma ex- campeã de skate que perder a mãe se sente culpada e desiste de tudo,ajuda seu pai, mas o dinheiro que ganha na lanchonete é pouco.

Então, Kim é contratada para trabalhar em um local para ricos. Ganhando muito dinheiro. No começo, kim sente diferente e é tratada diferente de todos. Mas, logo começa a agir da mesma forma que as outras pessoas. Quando começa a aprender snowboard não fica especificado o ataque de pânico que tem toda vez que está nas alturas e nem o porquê


Apesar de ser uma comédia romântica bastante clichê. Eu Enquanto telespectadora  senti que as tramas ficaram um tanto "jogadas" o trauma da Kim podia ser mais explorado trabalhado com mais calma. O final é clichê como em toda comédia romântica.


A Kim (Felicity Jones – A Teoria de Tudo) foi muito irritante. Ela julgava todo mundo com o olhar. Depois se deixou levar por aquele modo de vida. Já não mandava dinheiro para casa. Mesmo que pensasse diariamente em seu pai. Dava para perceber que estava se envolvendo completamente naquele mundo. Um na qual ela desde o começo afirmava não fazer parte. Desde a entrevista já sabia que não pertencia aquele local. A atriz é muito fraca para ser a personagem principal, ela não conseguia passar alguma emoção. Principalmente quando falava sobre a sua mãe. Ou quando pensava nela. Mas, não conseguiu me tocar. Não conseguia ficar triste pela a sua perda nem nada no estilo. 


O Jonny (Ed Westwick – Gossip Girl) aparece em poucas cenas do filme infelizmente. Como aquele príncipe encantado que irá salvar a princesa. O único problema é que está noivo de outra menina. Aquele personagem bem clichê. O Ed tentou mostrar o personagem como alguém legal, ele combina perfeitamente no papel de menino rico. Pela atriz ser muito fraca, o casal não teve química e o romance dos dois não me convenceu. Sei que outros filmes abordam o mesmo estilo de temática. Ainda assim conseguem tornar tudo mais aceitável. Enquanto, nesse caso não convenceu nenhum pouco. 

Não foi somente o romance dos dois que não me convenceu. Os demais também não faziam sentido: O do Jonny com sua noiva era muito seco. Não parecia ter química entre eles. Tinha tudo para ser muito fofo, mas não foi adiante; o dos pais do Jonny também parecia muito estranho e o romance da “amiga” da Kim também foi mal trabalhado. Um dia resolveu que realmente amava o homem e correu atrás dele... 

Por fim, os secundários que eram irritantes demais. O único que se salvava no meio deles era o competidor que ajudava a Kim. Ele era engraçado demais. Ele tentando competir foi bem divertido. Ele trazia uma leveza ao filme. Sem contar que foi essencial para ajudar Kim a superar os seus medos. Em alguns momentos eu acabava torcendo para que ficassem juntos. Justamente pela a amizade que conseguiram criar. A força que um estava dando ao outro. Para enfrentar seus medos e receios. Tinha tudo para dar certo. Se for pensar no final acabou dando certo mesmo. Mas, não da forma que eu queria.


Para quem gosta de romance bem leve essa é uma pedida. Mas, não espere muita coisa do roteiro. Acho que vale a pena assistir se você quiser ver algo despretensioso de passar alguma mensagem para o grande publico. Um filme ideal, para ficar debaixo das cobertas comendo pipoca...

★★★★☆

ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


16 junho 2017

Seriado: Gossip Girl: A Garota do Blog

Olá galera do Upper East Side! Garota do blog na área.
Sua primeira e única fonte de informação por dentro
da vida da elite escandalosa de Manhattan!



No dia 19 de setembro de 2007, Serena Van der Woodsen retorna de sua estadia de um ano no colégio interno. Serena, esconde seu passado com envolvimentos em drogas, sexo e bebidas e tenta mudar de comportamento e ser uma boa garota.

O seriado Gossip Girls é baseada na série literária homônima da escritora Cecily von Ziegesar, não representa originalidade bruta, mas representa originalidade derivada. Apoiando-se numa premissa básica de organização social. O autor Josh Schwartz e Stephanie Savage (dos mesmos criadores de OC- um estraho no paraíso), continuam apostando alto para marcar o seu nome história como ícone pop e como referência cultural. E a ser, sem querer, analogia involuntária para a vida.

O cenário é o cotidiano, mostrando os personagens o seu núcleo social vivendo a sua rotina. Toda ficção começa com a chegada de alguém... 

Nesse caso, O retorno.


A primeira temporada foca no retorno de Serena ao Upper East Side, no mistério sobre o que a fizera partir e por que está tentando mudar de garota rebelde para uma boa garota. Os acontecimentos e histórias de cada personagem são narrados em um site por uma blogueira anônima que atende pelo pseudônimo "Gossip Girl". 

Gossip Girl narra os escândalos de Serena e seus amigos desde a oitava série de Serena, quando a garota ficou com seu vestido branco todo molhado dentro de um avião na viagem de excursão da escola. Desde então, Serena virou a vitima preferida de "Gossip Girl".



Apesar de Serena Van der Woodsen ser considerada uma das garotas mais bonitas da cidade e de muita influência, o seu mundo estava tumultuado com a "nova Serena" que ela queria ser... O protagonismo de Serena Van der Woodsen se dá, pelas coisas que a Gossip Girls escreve sobre ela. A sua ex amiga Georgina Sparks também fala nos primeiros episódios um pouco mais sobre a "antiga Serena" o que deixa o telespectador um pouco confuso... Pois, a atriz Blake Lively não convence na personagem de Bad Girl.


Blair Waldorf tem uma altura mediana, longos cabelos castanhos e sua beleza não se compara à de nenhuma outra dama, assim como seu veneno. Ela veste as melhores roupas, é arrogante, incrivelmente inteligente e determinada, é perfeccionista em tudo que faz, não mede esforços para conseguir o que quer e não importa-se em pisar em qualquer um que cruzar seu caminho e mostrar-lhe o quanto é superior. Assim, Blair preenche todos os requisitos de vilã do seriado. 

Blair é membro importante da alta sociedade de Manhattan e seu poder e influencia como "Queen B" recai sobre todos os colegas da escola. Sua ambição na vida é entrar na Universidade de Yale e tornar-se uma mulher poderosa e influente, para isso Blair coleciona impecáveis notas na escola, zela sua castidade e não reluta em ser uma líder-nata. Embora tenha nascido como elite em Manhattan, todas as suas conquistas são resultados de seu esforço e dedicação, embora muita vezes Blair use de artifícios cruéis para chegar aos seus objetivos. É uma garota que está sempre competindo com sua melhor amiga Serena.


Blair tem um conhecimento aguçado sobre moda, cultura e historia. É uma intelectual sofisticada e uma chantagista de mão cheia. Nunca entra em uma guerra para perder, e sempre garante que seu inimigo jamais se esqueça de quem ela é. Seu quote preferido é "A melhor defesa é um bom ataque", seu filme preferido é Bonequinha de Luxo. Blair também é bulímica e embora seu tratamento tenha ótimos resultados, podemos ver em alguns episódios algumas recaídas.


Em um grupo de adolescentes ricos não poderia faltar um personagem como Chuck Bass. Órfão de mãe e seu pai não lhe dá a mínima atenção e por isso Chuck não consegue demonstrar sentimentos, o que atrapalha sua relação com Blair Waldorf, por quem se descobre apaixonado. Boêmio e mulherengo, sua frase favorita é "Eu sou Chuck Bass"


Ele e Blair ganharam o público e se tornaram o casal favorito da série ganhando o #Chair. Apesar do relação complicada com Blair, ele quase a pede em casamento. Entretanto, o relacionamento dos dois é cheio de idas e vindas por causa do lado sombrio de Chuck. Blair e Chuck não se completam, são imperfeitos e se encontram em seus defeitos. Em muitos momentos, são detestáveis, até você se ver torcendo pelos dois. A idéia do casal que começou do pó e por muito tempo assim permaneceu conseguiu me prender. O romance é o imã da série. Foi ainda melhor acompanhar o crescimento de ambos os personagens, conforme as temporadas iam se passando, e poder compará-los do primeiro ao último episódio.


O Nate é o personagem menos instigante da Série... Rico, bonito, popular e jogador de lacrosse. Sua mãe é uma socialite e seu pai é um ex-capitão da Marinha. Desde sempre, foi namorado de Blair. Os seus relacionamentos amorosos desde então são desastrosos... Seu hobbie favorito é correr no central park com o seu pai. O "pobre garoto rico" Ele e Chuck Bass são melhores amigos e, por serem filhos únicos, cuidam um do outro e se tratam como irmãos.

Dan não é popular, é bolsista, um escritor talentoso e não faz questão de se enturmar. É conhecido como o "garoto solitário". É irmão de Jenny "pequena J " e mora com o pai no Brooklyn. Sonha em ir para a Universidade de Darthmount e se tornar um escritor. É o melhor aluno de sua turma, é amável com todos e sempre tenta fazer o certo e o bem. Dan tem o dom de ver o lado bom das pessoas, e de ajudá-las a ver a si mesmas como pessoas melhores. Sempre responsável e pé no chão, Dan despreza o estilo de vida fútil dos colegas mauricinhos, mas mantém-se apaixonado desde a infância pela garota popular Serena van der Woodsen, mesmo que ela nem saiba que ele exista. 


A sua irmã Jenny  "pequena J" é o seu oposto, ela não despreza o estilo de vida fútil das colegas e acaba enfrentando alguns problemas para se enturmar. 

Jenny é determinada e não desiste fácil do que quer. E o que ela quer é ser popular como Blair Waldorf. Com sua habilidade na máquina de costura, Jenny embora pobre, customiza suas roupas e consegue chamar a atenção de Blair. De inicio Jenny ambiciona apenas ser notada por Blair e ser sua amiga, mas no decorrer da séria Jenny vai mais além, e chega a destronar Blair e ser rainha, ainda que por um período muito breve. Se mostrando tão esperta e venenosa quanto a prórpia Queen B., Jenny torna-se inimiga de Blair e disputa de igual para igual o posto de rainha da escola. Nessa disputa Jenny percebe o quanto está se tornando uma pessoa ruim e esta decepcionando seu irmão e pai. Então Jenny percebe que não vale a pena perder seus valores apenas para ser igual a Blair e desiste.

Dan vê sua vida mudar quando Serena também se apaixona por ele. Como o novo namorado de Serena, Dan entra definitivamente nas tramas escandalosas dos moradores do Upper East Side, fazendo amizade com o amável Nate Archibald e criando inimizade com a venenosa Blair Waldorf e o desprezível Chuck Bass. Devido as complicações do passado de Serena eles terminam, mas Dan agora é também alvo da Gossip Girl e embora ele sempre demonstrasse desprezo pela obsseção por popularidade e notoriedade dos colegas de escola, ele passa a ser tão popular quanto eles. 


Dan passa a ter todos os requisitos para ser membro efetivo do Upper East Side: é amigo do socialite Nate Archibald, namorou a it Girl Serena, namorou uma estrela de cinema e também namora a própria Queen Blair Waldorf, além de desenvolver uma amizade tulmutuada com o herdeiro bilionário Chuck Bass, e além de seu pai Rufus se casar com Lily Van der Woodsen, notável socialite que herda parte das Indústrias Bass. 

Porém, a personagem que narra sobre o cotidiano de jovens estudantes das escolas de elite no Upper East Side de Manhattan em Nova York, acaba se tornando um personagem icônico durante todos os episódios da série. A grande sacada da série foi a frase que o Dan fala nos últimos episódios "Você não é ninguém se não falam de você.", o protagonismo da Serena Van der Woodsen & seus amigos só tinham importância pois a Gossip Girl estava falando e recebendo fofocas sobre os jovens estudantes das escolas de elite no Upper East Side de Manhattan em Nova York.

30 maio 2017

Tag; Vicicada em Netflix



Hoje é Terça- Feira.E nas terças, teremos o T de TAG que consiste em colocar aqui, as tag´s na qual eu fui tagueada (ou não).

A Érica do blog Quero ser Alice criou a TAG: Viciada em Netflix que consiste em responder 12 perguntas sobre tudo que gostamos no Netflix. A indicação é para quem quiser fazer...



1. Como você conheceu o Netflix?

No dia 24 de setembro de 2016 eu descobri as maravilhas do Netflix. E as minhas pesquisas mais interessantes recentemente são feitas no catálogo de séries e filmes do Netflix. Posso ficar horas a fio... Só descobrindo filmes/séries bacanas para assistir...


2. Qual foi a primeira categoria que assistiu?


Série. A primeira série que eu assisti na Netflix com direito a maratona e episódios regados a café foi Gilmore Girls que é a minha série favorita da vida!

3. Com  quem você costuma assistir?

Sozinha. Os meus pais não curtiram muito a ideia de assistir séries... Assistimos poucos filmes em família.

4. Quanto tempo você dedica por semana ?

Depende, eu sou recém formada e não estou trabalhando no momento... Então eu estou assistindo uma grande  quantidade de filmes e episódios das minhas séries favoritas.

5. Série mais antiga que assistiu? E a nova?


Ultimamente estou assistindo muitas séries do inicio do ano 2000.Terminei de assistir Gillmore Girls ano passado e a porcaria daquele revival... No mês passado, eu vi o ultimo episódio de OC: Um estranho no paraíso e logo em seguida eu comecei assistir Gossip Girls e estou na terceira temporada... De série nova eu assisti 13 Reasons Why (resenha)

6. Filme mais antigo que assistiu? E o novo?


Os Batutinhas (1994) fazendo uma "sessão nostalgia" naqueles dias chuvosos. E logo em seguida, eu vi a versão mais nova da Netflix que achei fraquinha...



7. Qual série deveria ser exibida urgente? E o filme?


Perception é um drama sobre a mente humana. A série é centrada no Dr. Daniel Pierce, interpretado por Eric McCormack (o Will da série Will and Grace), um talentoso, excêntrico e paranoico neurocientista e professor que conhece a fundo a mente e os comportamentos humanos. Ele é recrutado por Kate Moretti, uma antiga estudante sua que agora trabalha no FBI. Juntos, eles vão ajudar na resolução dos mais diversos crimes, no melhor estilo “casos da semana”. Eu assisti alguns episódios dessa série na Globo e pela mudança na "grade de programação" por algum motivo deixaram de passar...

Eu quero muito ver o filme Extraordinário que será lançado em novembro desse ano.

8.O que você indica para todo mundo assistir no Netflix?


As séries que eu já assisti... Sou bastante novata no quesito de séries. Então, gosto mais de receber indicações do que indicar alguma coisa.

9. Tem vontade de assistir mas ainda não deu tempo.


Eu quero assistir Gotham por causa do ator Ben Mckensie... E a série Dexter e dr House e que todo mundo fica me indicando para assistir.

10. O que você mais gosta no Netflix?


A quantidade de filmes/séries disponibilizados no catálogo de séries do Netflix e atualização desses filmes/séries quase que diariamente o site nunca fica "as moscas...".

11. Se pudesse mudar alguma coisa oque seria?

Eu colocaria mais filme de musica e musicais. Eu gostaria muito de ver os clipes musicais de bandas no estilo MTV. 

12. Pense Rápido

1 série: Gossip Girls
1 filme: Deus não esta morto
1 animação: Vida de Inseto
1 documentário: A Girl Like Hear - falei um pouquinho desse doc aqui
1 musical: Palavra Cantada









ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo