Aleatórias
Mostrando postagens com marcador Aleatórias. Mostrar todas as postagens

1 de novembro de 2017

Aquela dos 30...




O que é um adulto? Uma criança de idade.
Simone de Beauvoir

Inicio do ano eu fiz 30 anos.

Sempre achei que pessoas com 30 anos eram adultas, sérias, responsáveis, donas de si mesmas, que iam para seus trabalhos igualmente sérios e adultos, usando terninhos femininos, chatas e comportadas.

Achava que eventualmente eu ia acabar me tornando essa pessoa. Achava que não tinha pra onde correr. Era o que ia acontecer e pronto.

Quando eu era uma criança remelenta de 10 anos a minha mãe tinha 30 anos. Minha mãe com 30 anos já estava vivendo uma vida de adulto "casada, morando em uma casa própria e empregada...". 

Eu com 30 anos sou a pessoa menos 30 anos que já conheci. E se quando mais nova, eu sentia necessidade de mostrar maturidade, hoje, aos  30, já não sinto mais.

E então é justamente agora, aos 30, que sinto a total liberdade para ser ainda mais menos 30. Detesto tudo o que é afetado demais. Não suporto chatice. Me recuso a ser alguém que eu não gosto nem nos outros, imagine então em mim. 

Não quero ir a jantares elegantes. beber vinho. Não quero conversar sobre filhos, casa, casamento, trabalho. Não quero comprar roupa na loja conceituada e cara. Não quero ir em reunião de condomínio. Não quero ir ao banco. Não quero saber o que está na moda. Não quero visitar salão de beleza três vezes por semana. Não quero fingir ser uma pessoa que não sou. Não quero me sentir no tédio na minha própria companhia. 

O que eu quero é depilar as minhas pernas e continuar me sentindo bem quando eu não consiga manter a depilação em dia. Quero maratonar as séries preferidas na Netflix até amanhecer. Quero comprar uma blusa dos Minions. Quero chorar e gritar em um show de uma banda de rock alternativo. 

Quero cutucar a minha amiga quando passar um cara bonito. Quero me identificar com Rori Gilmore. Quero pintar o cabelo de vermelho. Quero usar lente colorida. Quero pintar as unhas uma de cada cor. Quero decidir as coisas em cima da hora. Quero viajar pra Disney. Quero mudar de idéia e opinião todo dia. Quero rir de piada suja. Quero passar o final de semana bebendo cerveja barata com os amigos enquanto fazemos competição de arroto. 

Quero ser impulsiva, inconseqüente, irresponsável, esquecida.Quero aceitar todas qualidade e defeitos que formam quem eu sou e que ao longo desses  30 anos eu tanto aprendi a amar e a respeitar. 

Eu renego a Camyli que achei que seria aos 30 anos. Essa Camyli vulgo Milla NUNCA me pertencerá. Nem aos 30, nem aos 40, nem aos 50... 

E ainda bem!



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
 (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

19 de junho de 2017

Como eu aprendi a andar de bicicleta aos 31 anos

Quando não perdemos os nossos medos quando somos crianças viramos adultos encantados... 

Assim era o meu medo de andar de bicicleta.

Quem acompanha o blog já deve ter lido algo sobre "Eu nunca andei de bicicleta..." até o dia 14 de junho de 2017. Eu aprendi a andar de bicicleta! Pois bem, eu sou praticamente uma ciclista desde o começo desse mês :)

A responsável por isso, foi a minha mãe que chegou aqui em casa com uma bicicleta (adaptada com rodinhas). Então, pensei: Não deve ser tão difícil... Naquela mesma hora, eu subi na minha bicicleta e dei as minhas primeiras pedaladas no quintal de casa. Foi amor nas primeiras pedaladas! É indescritível a sensação de vento no rosto.


No final de semana, eu e minha mãe colocamos a Bicicleta dentro do carro e fomos até a Beira-Mar. O objetivo, era estar cada vez mais segura pedalando a minha bicicleta em um lugar mais apropriado (ciclovia). Mais do que aprender a andar de bicicleta, eu ganhei um hobbie novo, uma atividade física. A minha próxima aventura é sair para o transito e usar bike como transporte regular.

Nesses dias de ciclista, eu aprendi que: "superação" é o meu nome do meio; Que nunca é tarde para aprender coisas novas; que a melhor endorfina é a que você adquire ao ar livre e que uma cidade com menos trânsito e mais qualidade de vida é possível.




ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


3 de dezembro de 2016

Sobre os 182 dias que restaram...

No inicio do ano, minha mãe comprou um salão de beleza (funcionando...). E me chamou para trabalhar na parte financeira. A equipe de funcionarias nos recebeu com bastante resistência e entramos em um processo longo de adaptação... Eu não consegui "curtir" o fato de estar trabalhando em um negócio próprio sem pensar no stress que é cada pequena mudança. Depois de muito stress resolvemos fechar três meses depois... Estar trabalhando/ estudando andou consumindo a maior parte do meu tempo e energia que eu reservaria para escrever no Blog. Eu escrevo/fotografo como válvulas de escape, para descarregar todos os meus "demônios interiores" e com isso me sentir aliviada das minhas mazelas e mimimi´s diários. No mês de maio verifiquei que escrevi apenas uma postagem sobre uma TAG literária com fotos antigas... Então, assumi o Hiátus com o texto Ensaio Sobre a Canseira  

O segundo semestre desse ano atípico foi bem tranqüilo...

Para me redimir com a Blogosfera.... No mês de agosto eu resolvi participar novamente do BEDA e na primeira semana me juntei a um grupo de meninas para #BEDARJUNTAS o bacana da blogosfera é quando encontramos pessoas que agregam sem diminuir e nem dividir... A blogosfera costuma "quebrar" nesse mês com a quantidade de conteúdo pulando nos Feed´s e as interações funcionam como um incentivo... Os meus leitores do "Lado Milla..." tiveram uma paciência de Jó nesses 31 dias de postagens intensas. #obrigado



Os meus últimos dois semestres (pós TCC) na faculdade foi assim:




PSICOLOGIA DA FAMILIA: Essa foi uma das matérias mais "maçantes" do semestre... A professora não tem uma dinâmica em passar o conteúdo: é o mesmo filme, os mesmos tipos de provas e um genograma que ninguém teve o domínio de fazer...

DIAGNÓSTICO E PROJETOS DE INTERVENÇÃO: Conheço a professora que ministrou essa matéria de outras matérias que fiz ao longo do curso... Essa matéria re resumiu aos meus relatórios de estágio que já estavam prontos.

PSICOPATOLOGIA II: Conheço o professor que ministrou essa matéria de outras matérias que fiz ao longo do curso... A grande surpresa desse semestre foi fazer um trabalho de intervenção com os usuários do CAPSI da minha cidade. A turma inteira se mobilizou e dentro desses vários projetos de intervenção participamos da festa junina.

Os meus planos:
  1. Psicologia 100%
  2. Trabalhar
  3.  + leitura 
  4. + livros
  5. Organização
  6. - ansiedade
  7. - Stress
  8. Fotografar
  9. Dormir cedo
Enfim, férias... A única programação para esses dias é descansar muito! Atualizar as minhas séries favoritas no Netflix e ler os livros que recentemente eu comprei e as outras leituras que acabei atrasando ao longo desse semestre.


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei comentando com vocês sobre o BEFA (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

17 de outubro de 2016

Aleatoriedades da semana #01



Faz uns três meses que o #resumodomês não aparece aqui no Lado... A bagunça na vida real, fez com que me faltasse tempo&criatividade para escrever aqui no blog e espalhar conteúdos bacanas na blogosfera (cof,cof...). Pensando nisso, eu gostaria de escrever sobre "a life" e sobre coisas aleatórias mais ou menos relevantes que aconteceram na semana: um filme, uma musica, um livro que eu esteja lendo... O ultimo episódio do seriado que eu vi no Netflix... Sem a pressão de escrever uma resenha sobre esses assuntos.
Nesses últimos três meses: Esse é o último semestre da faculdade de Psicologia e depois formatura! Fiz 7 matérias depois do TCC (não recomendo isso para ninguém...). O meu rendimento nas aulas já foram melhores... As aulas, as provas e os trabalhos andam tirando o meu sono... #cansada.



Terminei de ver a 1° temporada de Gilmore Girls: Quando a série GG foi lançada, no ano 2000 no canal Wharnner Channel (canal a cabo) eu cheguei a ver alguns episódios aleatórios na época e algumas reprises da série em horários alternativos no mesmo canal. A identificação com essa série foi quase de imediato: A relação mãe e filha, o vicio por café, o habito de sempre ter um livro na bolsa... Na época, eu cheguei a pensar na possibilidade de comprar o Box com os DVDs da série Gilmore Girls. Mas, logo fui demitida e acabei adiando esse "presente".

Quando eu vi a série Gilmore Girls no catálogo da Neteflix eu pirei com a possibilidade de maratonar(?) saboreando cada gole de café, com hambúrguer decorado de papai noel... Terminei a 1° temporada de Gilmore Girls nesse final de semana... com a empolgação de quem espera ansiosamente por novos episódios... Estou tentando nao ficar lendo "spoiller" na internet para não perder o intusiasmo de ver cada episódio.


O meu ritmo de leitura anda devagar ultimamente... O ultimo livro que li foi Cartas de Amor aos Mortos (resenha).  Eu fiz algumas tentativas -mal sucedidas- de começar as ultimas leituras mas, acabei desistindo de ambos os livros.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
Snapchat: Lmilla5



© Lado Milla
Maira Gall