Mostrando postagens com marcador #Cançãodesegunda. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #Cançãodesegunda. Mostrar todas as postagens

19 junho 2017

Como eu aprendi a andar de bicicleta aos 31 anos

Quando não perdemos os nossos medos quando somos crianças viramos adultos encantados... 

Assim era o meu medo de andar de bicicleta.

Quem acompanha o blog já deve ter lido algo sobre "Eu nunca andei de bicicleta..." até o dia 14 de junho de 2017. Eu aprendi a andar de bicicleta! Pois bem, eu sou praticamente uma ciclista desde o começo desse mês :)

A responsável por isso, foi a minha mãe que chegou aqui em casa com uma bicicleta (adaptada com rodinhas). Então, pensei: Não deve ser tão difícil... Naquela mesma hora, eu subi na minha bicicleta e dei as minhas primeiras pedaladas no quintal de casa. Foi amor nas primeiras pedaladas! É indescritível a sensação de vento no rosto.


No final de semana, eu e minha mãe colocamos a Bicicleta dentro do carro e fomos até a Beira-Mar. O objetivo, era estar cada vez mais segura pedalando a minha bicicleta em um lugar mais apropriado (ciclovia). Mais do que aprender a andar de bicicleta, eu ganhei um hobbie novo, uma atividade física. A minha próxima aventura é sair para o transito e usar bike como transporte regular.

Nesses dias de ciclista, eu aprendi que: "superação" é o meu nome do meio; Que nunca é tarde para aprender coisas novas; que a melhor endorfina é a que você adquire ao ar livre e que uma cidade com menos trânsito e mais qualidade de vida é possível.




ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


12 junho 2017

Playlist: ALGUÉM PRA GOSTAR DE MIM

A banda Acústicos e Valvulados montou uma playlist bem romântica no Spotify  ALGUÉM PRA GOSTAR DE MIM, para ir entrando no clima do Dia dos Namorados.






29 maio 2017

Trilha sonora de "Os dias eram assim..."



No dia em que o Brasil vence a Copa do Mundo de 1970 e se torna tricampeão, o clima de euforia das ruas contrasta com o peso do momento: repressão, ditadura e violência. É nesse cenário que Renato e Alice se conhecem e iniciam uma história de amor.

A musica de abertura que tem o mesmo nome da série Os dias eram assim em determinado momento a letra da música diz “perdoe a falta de amigos, os dias eram assim...” e é uma das musicas que eu desconhecia da Elis Regina.


A trilha sonora nacional da novela Os Dias Eram Assim é um retorno aos anos 70 e 80 com belas canções que contém letras bastante atuais mesmo já se passando quase 30 anos.
Aquele abraço (Gilberto Gil)



Cálice (Chico Buarque e Gilberto Gil)



Índios (Legião Urbana)



Menino do Rio (Caetano Veloso)



Pra Frente Brasil (Coral Joab)



Sangue Latino (Secos & Molhados)



Sociedade Alternativa (Raul Seixas)



Tempo Perdido (Tiago Iorc)



Além desses ainda fazem parte da trilha sonora da novela Os Dias Eram Assim:


  • 20 e poucos anos – Fábio Junior
  • A lua Girou – Milton Nascimento
  • Amor – Secos & Molhados
  • Ando meio desligado – Os Mutantes
  • Atômico Platônico – Vanusa
  • Como vai você – Johnny Hooker
  • Deus Lhe Pague – Elis Regina

    22 maio 2017

    Canção de Segunda: California.... ♫




    " California " é uma música da banda de rock americana Phantom Planet . Foi lançado como um single de seu segundo álbum The Guest em fevereiro de 2002.

    A canção e a faixa receberam a atenção principal quando se transformou a canção do título no programa televisivo bem sucedido O OC - Um estranho no paraiso.


    A canção é sobre dirigir na rota 101 dos Estados Unidos, viajando para ver um concerto. A canção se tornou um hit top dez na Áustria , a Itália , o Reino Unido e República da Irlanda.

    California (tradução)



    We've been on the run                                       Nós estivemos na corrida
    Driving in the sun                                              Dirigindo no sol
    looking out for number 1                                  Cuidando de nós mesmos
    California here we come                                   Califórnia aqui estamos
    Right back where we started from                          Bem aonde nós começamos


    Hustlers grab your guns                                Gungstr carregam suas armas
    Your shadow weighs a ton                             Sua sombra pesa uma tonelada
    driving down the 101                                    Que dirige abaixo dos 101
    California here we come                               Califórnia aqui estamos
    Right back where we started from                Bem aonde nós começamos
                                                               
           
    California!                                                Califórnia!
    Here we come                                          Aqui estamos


    On the stereo                                       No estéreo
    Listen as we go                                    Escutando enquanto nós vamos
    Nothing's gonna stop me now              Nada vai me parar agora

    California here we come                     Califórnia aqui estamos
    Right back where we started from       Bem aonde nós começamos


    Pedal to the floor                                      Pisando fundo
    Thinkin' of the roar                                  Pensando em gritar
    Gotta get us to the show                          Começaremos a nos mostrar

    California here we come                         Califórnia aqui estamos
    Right back where we started from          Bem aonde nós começamos


      

    California!                                                   Califórnia!
    here we come                                               Aqui estamos 

    California!                                                     Califórnia!
    here we come                                                Aqui estamos 

    ooooohhh

    California!California! (4x) 
     Califórnia!California! (4x)

    Here we come  Aqui estamos
    Ooooohhh




    ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


    15 maio 2017

    História da música:Lanterna dos Afogados - Paralamas do sucesso



    “Uma noite longa, para uma vida curta, 
    mas já não me importa, 
    basta poder te ajudar!”

    Os Paralamas do Sucesso é uma das maiores bandas de rock nacional. A banda é conhecidapor fazerem músicas agitadas, mas a capacidade de Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone é tão grande, que músicas mais calmas e lentas são feitas e tocadas de forma primorosa, Lanterna dos Afogados é um exemplo, uma música triste, que se tornou o hino paralâmico.


    Em uma entrevista a revista Vinho Magazine, Herbert declarou que a música surgiu em 10 minutos, enquanto andava de moto com sua namorada. 

    “Certa vez, saí com minha namorada para jantar. Sentei na moto, ela começou a conversar, mas pedi que ela não falasse mais nada, porque estava com a melodia e a letra na cabeça. Quando chegamos ao restaurante, em Ipanema, o garçom veio saber o nosso pedido. ‘Papel e caneta, rápido’, foi o que eu pedi. Naqueles dez minutos de moto, da minha casa até o restaurante a música foi composta”, disse o compositor.

    A letra fala sobre as mulheres dos pescadores que saem para pescar e nem sempre voltam para casa. O risco é frequente e as mulheres ficam aflitas, rezando e torcendo para que possa ver seu marido de novo. Para essas mulheres a noite é longa e , mesmo sabendo que todos os dias é a mesma rotina, o medo sempre está presente. Essas mulheres ficam nos faróis, esperando seus maridos.

    O nome Lanterna dos Afogados vem de um capítulo do livro “Jubiabá”, de Jorge Amado. O capítulo retrata o bar Cais do porto, onde as mulheres dos pescadores esperavam os seus maridos com lanternas, para ajudá-los a achar o caminho certo. A letra é real e retrata a vida de muitas pessoas, somente gênios do nível de Herbert Vianna conseguiria escrever a história em apenas dez minutos.






    Lanterna Dos Afogados
    Compositores: Herbert Lemos De Souza Vianna

    Quando está escuro
    E ninguém te ouve
    Quando chega a noite
    E você pode chorar

    Há uma luz no túnel
    Dos desesperados
    Há um cais de porto
    Pra quem precisa chegar

    Eu estou na Lanterna dos Afogados
    Eu estou te esperando
    Vê se não vai demorar

    Uma noite longa
    Pruma vida curta
    Mas já não me importa
    Basta poder te ajudar
    E são tantas marcas
    Que já fazem parte
    Do que eu sou agora
    Mas ainda sei me virar

    Eu tou na Lanterna dos Afogados
    Eu tô te esperando
    Vê se não vai demorar

    ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

    08 maio 2017

    #Cançãodesegunda: Sandy lança clipe lindo para “Respirar”


    Sandy Leah lançou na ultima sexta-feira (5) lançou o vídeoclipe “Respirar” e junto com ele um EP com a versão em estúdio de outras quatro faixas, presentes no seu último DVD! Com direção de Santiago Paestor, o vídeo mostra diferentes pessoas tentando (e conseguindo) superar os desafios do cotidiano, certamente seguindo o conselho de Sandy: respirar!

    A Sandy dá o ar da graça na produção! Entre uma cena e outra dos personagens do vídeo, ela surge cantarolando, compondo a letra da faixa e até dançando bem leve pela sala… Um amorzinho! como só a Sandy consegue ser.Deu vontade de sair dançando assim, bem solto e claro, colocando a nossa alma pra dar esse respiro, que é sempre bom! Enfim, recebam essa lindeza:


      


    Respirar
    Sandy Leah

    Hoje eu acordei sem pressa
    Deixei a janela aberta
    Vi a vida tão repleta de amanhecer
    Hoje eu pude ver de perto
    Que um coração aberto
    Torna tudo mais fácil de acontecer
    Eu abro as asas e preparo a alma pra respirar, pra respirar
    Eu abro as asas e preparo a alma pra respirar, pra respirar
    Hoje eu me joguei das nuvens
    Tirei o pó e a ferrugem
    Vi que o sol brilha mais claro se a gente 'tá' bem
    Voos podem ser mais altos
    Frases podem ser mais belas
    Hoje eu vou gritar mais forte a sorte que a gente tem
    De ser feliz sem ser refém
    Eu abro as asas e preparo a alma pra respirar, pra respirar
    Eu abro as asas e preparo a alma pra respirar, pra respirar
    Parapapará papara
    Parapapará papara
    Parapapará papara
    Parapapará papara
    Parapapará…

    01 maio 2017

    #Canção de segunda : Músicas de Trabalho


    O Dia do Trabalhador ou Dia Internacional dos Trabalhadores é celebrado anualmente no dia 1º de maio em numerosos países do mundo, sendo feriado no Brasil, em Portugal, Angola, Moçambique e outros países. No calendário litúrgico celebra-se a memória de São José Operário por tratar-se do santo padroeiro dos trabalhadores.

    O #cançãodesegunda dessa semana, é um TOP7 de musicas que falam sobre Trabalho:


    1-Construção – Chico Buarque

    "... Amou daquela vez como se fosse o último/ Beijou sua mulher como se fosse a única/E cada filho seu como se fosse o pródigo/ E atravessou a rua com seu passo bêbado/ Subiu a construção como se fosse sólido/ Ergueu no patamar quatro paredes mágicas/Tijolo com tijolo num desenho lógico/ Seus olhos embotados de cimento e tráfego..." 

    2- Eu Despedi O Patrão – Zeca baleiro

    Eu despedi o meu patrão/ Desde o meu primeiro emprego/ 
    Trabalho eu não quero não /Eu pago pelo meu sossego...

    3- Fábrica – Legião Urbana

     (,,,) Quero trabalhar em paz/ 
    Não é muito o que lhe peço/ 
    Eu quero um trabalho honesto/
    Em vez de escravidão 
     (,,,)

    4-Um Trem Para As Estrelas- Cazuza

     (,,,) São 7 horas da manhã/ 
    Vejo Cristo da janela/ 
    O sol já apagou sua luz
    E o povo lá embaixo espera/
    Nas filas dos pontos de ônibus/ 
    Procurando aonde ir/ 
    São todos seus cicerones/ 
    Correm pra não desistir/ 
    Dos seus salários de fome/ 
    É a esperança que eles tem/ 
    Neste filme como extras/ 
    Todos querem se dar bem (,,,)

    5-  Caminhoneiro – Roberto Carlos

    Todo dia quando eu pego a estrada/ Quase sempre é madrugada
    E o meu amor aumenta mais
    Porque eu penso nela no caminho/ Imagino seu carinho
    E todo o bem que ela me faz (...)

    6- Admirável Gado Novo – Zé Ramalho

    Vocês que fazem parte dessa massa/ 
    Que passa nos projetos do futuro/ 
    É duro tanto ter que caminhar/ 
    E dar muito mais do que receber
    E ter que demonstrar sua coragem/ 
    À margem do que possa parecer/ 
    E ver que toda essa engrenagem/ 
    Já sente a ferrugem lhe comer
    Ê, ô, ô, vida de gado/ 
    Povo marcado, ê! 
    Povo feliz!

    7- O Rancho da Goiabada- Elis Regina
     
    Os bóias-frias quando tomam umas birita/ 
    Espantando a tristeza/ 
    Sonham com bife-a-cavalo, batata-frita/ 
    E a sobremesa/ 
    É goiabada-cascão com muito queijo/ 
    Depois café, cigarro e um beijo/ 
    De uma mulata chamada Leonor ou Dagmar (...)





    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

    03 abril 2017

    Canção de Segunda: Cajuina - Caetano Veloso



    A história não é segredo, mas ainda são poucos os que sabem da verdadeira história da música Cajuína, composição de Caetano Veloso.


    A letra foi escrita após a morte do poeta piauiense Torquato Neto. Caetano rodava o Brasil em turnê, e ao passar por Teresina, algum tempo depois que Torquato tirou a própria vida, recebeu a visita do pai do poeta piauiense, Dr. Heli da Rocha.

    "Torquato era muito meu amigo e parceiro, letrista do Tropicalismo. Estava até com Chico Buarque em Salvador, fazendo um show que virou disco, no dia da morte de Torquarto. Ele também era muito amigo de Chico, ficaram muito próximos no período pré-Tropicalista. A gente ficou abalado, triste, mas eu não chorei no dia", conta Caetano.

    Ele relata ainda, que anos depois da morte de Torquato, ao ver o pai de Torquato, desabou em choro. "Ele me levou para a casa dele, onde estava sozinho. Torquato era filho único e a mulher dele (Dr. Heli), estava hospitalizada. A casa era cheia de fotografias de Torquato nas paredes. Ficamos os dois sozinhos, ele me consolando. Ele pegou na geladeira uma cajuína, botou em dois copos e não falamos nada. Ficamos os dois chorando. Ele foi no jardim, colheu uma rosa menina e me trouxe. E cada coisa que ele fazia eu chorava. Fui para outra cidade do Nordeste, e no hotel escrevi essa música".


    Cajuína - Caetano Veloso
    Existirmos: a que será que se destina?
    Pois quando tu me deste a rosa pequenina
    Vi que és um homem lindo e que se acaso a sina
    Do menino infeliz não se nos ilumina
    Tampouco turva-se a lágrima nordestina
    Apenas a matéria vida era tão fina
    E éramos olharmo-nos intacta retina
    A cajuína cristalina em Teresina




    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

    13 março 2017

    Canção de Segunda:"The Joshua Tree" - U2


     Adivinha qual é a música mais ouvida do U2 até hoje? "With or Without You" (http://spoti.fi/2mqauem), com 134 milhões de streams. Fazendo as contas aqui, isso equivale a 1260 anos de "With or Without You" tocando, sem parar. O Bono escreveu a letra dessa música sozinho, à noite, na primeira vez que esteve na Riviera Francesa. Rolava uma crise na cabeça dele sobre como equilibrar o papel de rockstar, viajando o mundo pra fazer shows, e o papel de marido. (Ele casou com a Alison, ativista e empresária irlandesa, em 1982.) E ele estava num momento MUITO rockstar.

    O U2 vinha de um disco superexperimental ("The Unforgettable Fire", de 1984) feito com um produtor supervisionário (Brian Eno, o inglês que não só produziu discos clássicos como "Low", "Heroes" e "Lodger", do David Bowie, como praticamente inventou um novo gênero musical, o ambient). A banda tinha participado de um show histórico, o Live Aid, que foi assistido por milhões de pessoas ao redor do globo em 1985. Mais do que isso, aqueles 4 jovens irlandeses tinham viajado o mundo inteiro e descoberto diferentes realidades que mudariam completamente as vidas deles. Foi esse o cenário pra criação de "The Joshua Tree" (http://spoti.fi/2lIpYMh), o disco que fez o U2 virar uma das maiores bandas do mundo. Ele foi lançado em 9 de março de 1987, há exatamente 30 anos.

    "With or Without You" foi o primeiro single do disco. Outras duas dele aparecem entre as 10 mais ouvidas do U2 no Spotify: "I Still Haven't Found What I'm Looking For" (http://spoti.fi/2njQqrP) e "Where the Streets Have No Name" (http://spoti.fi/2mql7hu).

    "The Joshua Tree" nasceu como um álbum sobre as andanças do U2 por diversos países — mas especificamente pelos EUA. Eles tinham passado até 5 meses por ano por lá durante a primeira metade dos anos 80, fazendo tours. "Comecei a enxergar dois países diferentes: os EUA míticos, idealizados, e os EUA de verdade", diz o Bono. (Daí um dos títulos provisórios do disco durante as gravações: "The Two Americas"/"As Duas Américas". "The Desert Songs"/"As Músicas do Deserto" também chegou a ser considerado.)

    O sentimento do disco era esse. Então, eles resolveram que a capa seria feita nos EUA (algo inédito pro U2, que tinha feito as capas de todos os discos até então em Dublin mesmo). Aí o fotógrafo Anton Corbijn (que também dirigiu vários clipes da banda, incluindo "One") saiu à procura de locações. Foi ele quem contou pro Bono a história da "árvore de Josué". Segundo a lenda, a árvore da espécie Yucca brevifolia ganhou esse nome quando um grupo de mórmons, ao chegar no Deserto de Mojave (curiosamente, onde os Red Hot Chili Peppers gravaram o clipe de "Give It Away"; a Madonna o de "Frozen" e as Spice Girls o de "Say You'll Be There"), viu a forma peculiar daquela árvore e lembrou da história bíblica de Josué erguendo as mãos pro céu e pedindo ajuda a Deus. O Bono amou a simbologia disso. Pronto: estava decidido que o nome do disco seria "The Joshua Tree". Naquele dia, eles saíram pelo Mojave procurando uma "joshua tree" perfeita, até acharem uma ali, sozinha, toda poética. Pararam e fotografaram por uns 20 minutos. "Foi bem espontâneo", lembra o Edge. "Estava um frio danado e a gente teve que tirar os casacos pra pelo menos parecer que era um deserto. Esse é um dos motivos pelos quais estamos tão sombrios na foto", completa o Bono.

    Mas outras viagens pelo mundo também influenciaram o disco. Em 1985, o Bono esteve na Etiópia pela primeira vez, e voltou chocado tanto com a pobreza do país quanto com o espírito forte dos etíopes. Durante as gravações de "The Joshua Tree", o assistente pessoal dele, Greg, morreu em um acidente de moto. O funeral foi na Nova Zelândia — e inspirou a música "One Tree Hill" (http://spoti.fi/2naSBPg). Depois, Bono e Ali viajaram pra Nicarágua e pra El Salvador, e lá se depararam com um monte de conflitos políticos e militares, inclusive envolvendo os EUA. Nisso, nasceram "Bullet the Blue Sky" (http://spoti.fi/2mqtPfL) e "Mothers of the Disappeared" (http://spoti.fi/2m7pnQr).

    Musicalmente, também era a hora de explorar mais. Quando o Bono participou de uma reunião de músicos contra o apartheid na África do Sul, em 1985, passou um tempo hanging out com o Keith Richards e com o Mick Jagger Foram os dois que despertaram o interesse dele pelo blues (http://spoti.fi/2n4vmJH). Até então, as maiores influências do U2 vinham do punk rock dos anos 70, e eles nunca tinham ido muito além disso. Inspirado pela tradição do blues, o Bono escreveu "Silver and Gold" (http://spoti.fi/2n4sIUz) (que está na edição deluxe do "The Joshua Tree"). No próximo disco, "Rattle and Hum" (http://spoti.fi/2mnO7EX), iria ainda mais longe e traria o BB King pra colaborar. No meio disso, novas amizades com o Bob Dylan e com o Van Morrison (Official) também encorajaram a banda a mergulhar mais nos clássicos, descobrindo a música irlandesa tradicional, misturando tudo ao folk americano, e investindo mais nas composições. "Antes eu achava que escrever letras era meio antiquado, então rascunhava tudo ao microfone mesmo. Senti que era hora de escrever letras que realmente significassem algo", diz o Bono.

    Deu certo. O U2 já tinha alguns grande hits, tipo "New Year's Day" (http://spoti.fi/2mqnm4x) e "Pride (In the Name of Love)" (http://spoti.fi/2njZEnM). Mas foi com os singles de "The Joshua Tree" que eles viraram a mega banda que são até hoje.

    Na época, esse disco foi o que vendeu mais e mais rápido na história do Reino Unido. Foram mais de 300 mil cópias em 2 dias. Passou 9 semanas consecutivas em #1 nos EUA. E, 30 anos depois, é um dos maiores clássicos do rock — ainda que o Bono tenha se referido ao "Achtung Baby" (http://spoti.fi/2n4vEQU), que veio em 1991, como "o som de quatro homens derrubando a Joshua Tree". A história ainda teria muitas curvas...



    Fonte: Spotify

    30 janeiro 2017

    Canção de segunda: Músicas que ninguém imagina que eu escuto

    Todo mundo tem aquela música que escuta quando está sozinho e comigo não é diferente. No #cançãodesegunda de hoje, separei as músicas que ninguém imagina que eu escute, algumas são vergonhosas e outras não. Eu vi a blogagem coletiva  no grupo de interação Café com Blog com uma "playlist da vergonha": Músicas que ninguém imagina que eu escute e resolvi passar vergonha também!

    Rato Meu Querido Rato - Palavra Cantada

    Palavra Cantada é uma dupla musical infantil formada em 1994 por Paulo Tatit e Sandra Peres. É caracterizado por canções infantis de linhas marcantes, que prezam pela elaboração das letras, arranjos e gravações, com uma poética sensível e respeito à inteligência das crianças.

    Eu não consigo ter maturidade suficiente com musicas do estilo infantil. Essa é uma das musicas que eu mais gosto da Palavra Cantada. 



    Todo rato assusta a gente
    Todo rato anda em bandos
    São os ratos, são os ratos
    São os ratos bem malandros
    Mas sempre tem um
    Que é diferente
    Tem sempre um
    Que até surpreende a gente



    Fome come - Palavra Cantada

    Eu lembro de ter assistido esse clipe em algum programa infantil na TV Cultura. Eu só descobri quem cantava quando vi o DVD da Palavra Cantada anos depois... 

      

    Fome come fome come
    Se vem de fora ela devora ela devora ela devora
    (qualquer coisa que alimente)
    Se for cultura ela tritura ela tritura
    Se o que vem é uma cantiga ela mastiga ela mastiga
    Ela então nunca discute só deguste só deguste
    E se for conversa mole se for mole ela engole
    Se faz falta no abdome fome come fome come

    Matemática - Restart

    Fiz parte da turma que achava a banda uma M****, um des-serviço para a musica Brasileira e blá, blá, blá... Em meados de 2012 o SBT faz um remake do Carrossel e colocou essa musica na trilha sonora. Na época, eu assistia alguns episódios da por curiosidade... Pois, eu adorava a versão original do méxico, E #mordialingua cantarolando essa musica fofinha hehehe


    E as contas, são só pra te mostrar que o que conta
    É a soma dos sorrisos e da paixão
    A matemática do teu coração

    Princesa - João Guilherme

    Outra musica que eu morro de vergonha de ouvir.... Acho a letra muito fofinha e até chipava o casalzinho adolescente #JOLARI mas, quando se trata de midia nada é tão bonito quanto parece...



    Você quer ser minha princesa?
    E fugir comigo pra qualquer lugar
    Se só o que me importa agora
    É te amar


    Eai o que vocês acharam da minha "playlist da vergonha"? Quais são as musicas que fazem vocês sentirem vergonha de ter na sua playlist???




    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5

    16 janeiro 2017

    Canção de Segunda: Principe Du'Azul - Passarinho



    “O Príncipe du’Azul” é um grupo que se dedica a fazer músicas especialmente para crianças, com enredo, linguagem e sonoridade adequadas ao público infantil.Assim como devemos ter cuidado com a qualidade do alimento que oferecemos para o corpo físico da criança, devemos ter também com a qualidade do alimento anímico infantil. O grupo considera a música como alimento para a alma e é com este sentimento que desenvolve o trabalho.

    A banda é composta por um sexteto, onde todos tocam instrumentos e cantam, com uma sonoridade que busca valorizar as raízes musicais brasileiras sem deixar de ser contemporânea. Uma musicalidade alegre, dançante, divertida e atraente, com conteúdo recheado de poemas, mensagens, paisagens e cores que ajudam no saudável desenvolvimento intelectual, emocional e físico da criança.

    O repertório é composto por músicas de autoria do cantor e compositor baiano Pedro Ivo, que tem uma história marcada pelo profundo comprometimento com a educação infantil através da arte.

    “Crianças são como sementes de futuras árvores, cheias de potenciais adormecidos e prontos para despertarem e darem frutos no tempo certo. Músicas e histórias são como adubos para estas sementes, se carregam na sua essência mensagens que alimentem a alma de bondade, amizade, solidariedade, respeito, amor... os frutos serão saborosos”. 




    O Papa-capim 

    Ele deu um pulinho tava bem nervosinho o papa-capim
    Preso numa gaiola de uma escola, que vida ruim, tadim….
    O menino olhou quando viu perguntou "o que é isso aqui?"
    É muita crueldade tirar a liberdade de um bichinho assim, é o fim
    Passarinho, se tem asa então é pra voar
    A gaiola nunca foi seu ninho, é na natureza o seu lar
    Vai bichinho, quem se diz dono do teu cantar
    Ignora que Deus te criou, e te deu o céu pra viajar


    19 dezembro 2016

    Canção de Segunda: Começou a Brincadeira.



    Semana passada eu recebi em mãos dois CDs realmente maravilhosos de uns amigos “Dazantigas”; o primeiro é do projeto chamado Deixa a luz acesa foi idealizado pelo produtor musical Julio Lemos se juntou a Dupla de músicos Gazú e Chico Martins para lançarem o cd “Começou a Brincadeira”, só com músicas infantis.


    Conheço o Gazú e Chico Martins ambos integrantes da banda Dazaranha desde pequena (6-7 anos) quando vim morar na Vila sou vizinha da “caixa d´água” huehue o meu primeiro show que assisti da banda eu tinha 09 anos mais ou menos foi em um show histórico da banda na Vila, lembro-me de ter ficado encantada o show inteiro sentada no palco cantando “tribo da lua”, “vagabundo confesso”, “retroprojetor”...

    Minha admiração pelo projeto Deixa a luz acesa foi crescendo na medida em que fui ouvindo faixa-a-faixa das 14 faixas que completam o cd, na segunda vez que o coloquei para rodar me arrisquei até a cantar junto... Em momentos em que as gravadoras resolveram economizar no encarte dos CDs o cd “Começou a Brincadeira” não economizou nos desenhos lúdicos e com as letras das canções teve a galeria da galerinha onde as crianças fizeram vários desenhos sobre as canções mostrando que é de bem pequeno que se começa a fazer arte. 

    A minha admiração pelas musicas do gênero infantil começou um pouco mais tarde não foram poucas às vezes em que vi programas educativos da TV Cultura somente pelas musicas para a faixa-etaria dos baixinhos, é um publico que a exigência de qualidade fica cada vez maior na medida em que o tempo passa, é um trabalho que exige ser mais lapidado no universo da: musica, desenhos, filmes, novelas... Acaba exigindo do profissional um maior cuidado no manuseio do lúdico para um universo TÃO cheio de coisas e momentos para serem explorados do universo da criança.

    A dupla Gazú e Chico Martins arrasaram mais uma vez nesse novo projeto ou como o povo daqui de Florianópolis fala “deram um banho...” quero ver um show desse novo projeto, nem ligo se eu for a mais velha do restante que vão estar na platéia e um pouco mais velhinha desde o primeiro show do Dazaranha na vila, mas com o mesmo espírito daquela guriazinha ali sentada no palco completamente encantada com a energia que só um show com os integrantes da banda Dazaranha têm...

    12 dezembro 2016

    #Canção de segunda - Trem Bala


    Os dias andam tristes ultimamente... Esses meses com datas festivas me deixam bastante mal e com um aperto no peito esquisito. A musica Trem Bala é uma daquelas canções que acalmam e faz lembrarsobre as coisas e as pessoas importantes na nossa vida.

                     


                  

    Não é sobre ter
    Todas as pessoas do mundo pra si
    É sobre saber que em algum lugar
    Alguém zela por ti
    É sobre cantar e poder escutar
    Mais do que a própria voz
    É sobre dançar na chuva de vida
    Que cai sobre nós

    É saber se sentir infinito
    Num universo tão vasto e bonito
    É saber sonhar
    E, então, fazer valer a pena cada verso
    Daquele poema sobre acreditar

    Não é sobre chegar no topo do mundo
    E saber que venceu
    É sobre escalar e sentir
    Que o caminho te fortaleceu
    É sobre ser abrigo
    E também ter morada em outros corações
    E assim ter amigos contigo
    Em todas as situações

    A gente não pode ter tudo
    Qual seria a graça do mundo se fosse assim?
    Por isso, eu prefiro sorrisos
    E os presentes que a vida trouxe
    Pra perto de mim

    Não é sobre tudo que o seu dinheiro
    É capaz de comprar
    E sim sobre cada momento
    Sorrindo a se compartilhar
    Também não é sobre correr
    Contra o tempo pra ter sempre mais
    Porque quando menos se espera
    A vida já ficou pra trás

    Segura teu filho no colo
    Sorria e abraça teus pais
    Enquanto estão aqui
    Que a vida é trem-bala, parceiro
    E a gente é só passageiro prestes a partir

    Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá
    Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá

    Segura teu filho no colo
    Sorria e abraça teus pais
    Enquanto estão aqui
    Que a vida é trem-bala, parceiro
    E a gente é só passageiro prestes a partir



    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
    Estarei comentando com vocês sobre o BEFA (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5

    14 novembro 2016

    Série: Gilmore Girls



    A série Gilmore Girls foi criada por Amy Sherman-Palladino e estrelada por Lauren Graham e Alexis Bledel. O seriado foi exibido no Brasil pelo canal Warner Channel na TV paga. A série estreou em 5 de outubro de 2000 e terminou em 15 de Maio de 2007 na sua sétima temporada. A série conta a história do cotidiano da mãe solteira Lorelai Victoria Gilmore (Lauren Graham) e sua filha Lorelai "Rory" Leigh Gilmore (Alexis Bledel) que vivem no pequeno povoado fictício de Stars Hollow, em Connecticut, pequena cidade com personagens bem peculiares e localizada cerca de trinta minutos de Hartford. A série explora diversos assuntos como família, amizades, conflitos geracionais e classes sociais. 
    Lembro de assistir Gilmore Girls quando era adolescente, no canal Warner Channel (canal a cabo). eu cheguei a ver alguns episódios aleatórios na época e algumas reprises da série em horários alternativos no mesmo canal. A identificação com essa série foi quase de imediato: A relação mãe e filha, o vicio por café, o habito de sempre ter um livro na bolsa... E foi na mesma época, que eu descobri a minha dificuldade em assistir séries (indisciplina & ansiedade...). Cheguei a pensar na possibilidade de comprar o Box com os DVDs de todas as temporadas da série Gilmore Girls mas, acabei adiando e nunca comprei. 


    Até que o Netflix disponibilizou as 07 temporadas da série Gilmore Girls no seu catálogo. Eu pirei com a possibilidade de maratonar(?) saboreando cada gole de café, com hamburguês decorados de Papai Noel... Terminei a 1° temporada de Gilmore Girls com a certeza que aquela era a série da minha vida! A cada episódio, eu me identificava mais com as histórias e com os diálogos rápidos e inteligentes.  Terminei de assistir os últimos episódios da 7° temporada (ontem) fiquei "saboreando" cada episódio... Vi a abertura da série com a musica "Where You Lead" 154 vezes! A letra – uma referência ao livro bíblico de Rute – tem uma força feminina muito marcante, e com a adição de Louise Goffin na regravação de 2005, remeteu ainda mais à dinâmica de Lorelai e Rory. 

    As atrizes Lauren Graham e Alexis Blendel e a sintonia de mãe & filha foram perfeitas em todas as temporadas da série. A protagonista Lorelai tem um relacionamento complicado com os pais, sonhos de carreira a realizar e vários dramas na vida amorosa. A relação de amizade e cumplicidade de Lorelai com Rory não afeta o papel de Mãe que precisou ser "firme" com um toque de doçura... Em alguns eventos não muito legais na vida de Rory. 


    Na primeira temporada, Rory Gilmore é uma adolescente de 16 anos filha de Lorelai que tem a mãe como amiga e confidente os diálogos entre as duas é mágico. Rory é uma inteligente e antenada adolescente. Estudante de Chilton, pretende se formar em jornalismo em Harvard. Os planos foram mudando ao longo dos episódios e Rory também acabou sendo aceita em Yale e depois da lista de prós/contras acaba preferindo cursar jornalismo em Yale. 

    Os relacionamentos amorosos de Rory Gilmore demonstram o amadurecimento da adolescente durante o seriado: 

    Dean Forester, Foi o primeiro namorado de Rory um príncipe perfeito que no decorrer dos episódios se transformou em um sapo. O personagem se transformou em um namorado sufocante, ciumento, impulsivo e chato. Apesar do relacionamento imaturo por causa da idade de ambos, eu esperava que a amizade entre Dean e Rory prevalecesse não perdendo assim, o sentido do personagem na série. 

    Jess Mariano é o sobrinho de Luke. Foi morar em Stars Hollow contra sua vontade por ter uma vida instável e rebelde em New York. Ele veio para bagunçar o relacionamento de Rory com Dean , ele tem um estilo independente e bad-boy e como Rory, adora ler. Acabou se tornando uma "má influência" para a Rory no inicio. Mas, tornou-se um verdadeiro amigo que fez Rory repensar as suas ultimas atitudes: largou a faculdade de Yale e estava em uma fase rebelde que ela e não estava querendo ouvir ninguém. 

    Logan Huntzberger: Conheceu Rory na faculdade. Seu pai é um esnobe jornalista, dono de jornais por todo o EUA. Logan é o bom vivan fazendo parte da associação vida e morte e vivia em baladas e porres acabou influenciando Rory que acabou largando a faculdade de Yale por um período. No final, os dois acabaram amadurecendo Rory volta para a faculdade e Logan começa a trabalhar com seu pai. Logan pediu Rory em casamento no penúltimo capitulo da 07 temporada. Mas, ela não aceitou por ainda não se sentir preparada.

    Nesse período que eu estava fazendo maratona de episódios da série Gilmore Girls eu evitava ficar lendo "spoilers" na internet. A cada episódio/temporada que passa a série só melhora, eu adorei a maratona que fiz nesse período de 2 meses. Assim que eu terminei de ver o ultimo episodio da sétima temporada bateu aquele vazio, típica sensação de quem termina uma série. 


    O Netflix anunciou a maravilhosidade do revival.“Gilmore Girls: um ano para recordar” é composta de 4 episódios de 90 minutos, com estreia marcada para 25 de novembro. Cada episódio vai retratar uma estação do ano e aparentemente começa com o inverno, durante as festas de fim de ano.


    Postagens mais antigas Página inicial
    Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo