31 março 2015

Resumo do mês:Março de 2015

Começamos o resumo desse mês com poucas postagens... Março foi um mês bastante tumultuado explico mais no decorrer do resumo.


Começou o mês com o projeto chamado "Registrando Domingos..." que consiste em colocar aqui, registros do meu final de semana (sexta-sábado e domingo).Esse domingo, eu e meus pais sem os os cachorros dessa vez... fomos para a pracinha da Pedra Branca/SJ.

Escrevi esse "post-resposta" para a celebre pergunta "Porque você tem um blog?" a um tempo atrás, e inclui algumas coisinhas esse ano.

Para "trilha sonora" desse mês a maioria das músicas foi do HG do ultimo álbum Insular o que inspirou á escrever esse post Recarregar, reiniciar, reinventar e reabastecer...  lá eu falei um pouco como estava a minha rotina:"O mês de março começou, dando continuidade a mais um semestre da faculdade de Psicologia (o ultimo semestre!) com; estágio especifico II, GETEP, relatório e TCC. Embora, a vida acadêmica tenha recomeçado em um ritmo agitado, por outro lado a vida anda devagar. Sem aquela correria gostosa do ano passado..."

Fui em uma livraria muito bacana chamada Tom de Luíza  e escrevi um post recheado de fotografias sobre esse "pedacinho de paraíso".

Escrevi sobre a novela que estava estreando naquela semana Sete Vidas e acabei criando uma nova TAG para falar sobre a programação da TV.

 projeto literário 16 on 16. O tema desse mês foi " a surpreendente verdade que nunca te contaram sobre..." escrevi o texto "verdades&mentiras".

Escrevi esse texto quando ainda escrevia no Blog antigo VeB Isto foi o mais perto que cheguei do "Amor"… e resolvi esse mês á re-escrevê lo aqui.


Template: tá faltando peça no quebra-cabeça...♪ "Na semana passada, inspirada em alguns blogs que estão entre os "meus favoritos" todos esses blogs tem uma imagem que identifica. Por exemplo: O blog da MF tem um lindo dente de leão, a Bárbara é aqueles hexágonos de colmeias de abelhas e a tem uma ilustração dela com um gatinho... Foi pensando nisso, que procurei uma imagem que desse "identidade" ao meu blog e que fizesse os leitores identificarem/relacionassem a figura ao meu blog. Uma imagem que tenho me identificado muito essa semana é de uma peça do quebra cabeça".

30 março 2015

#Canção de segunda - #06 - Falamansa


Quebra cabeça


Pode levar, sou todo seu
descanse a caixa que esse aí sou eu
é só montar.
Se não aprendeu, o manual alguém perdeu.

Pode juntar pedaço por pedacinho
que no final vai ter amor e carinho.

É isso aí o que eu sou
quebra cabeças que ninguém montou.
E se quiser saber de mim
só não desiste antes do fim.

Pode juntar pedaço por pedacinho
que no final vai ter amor e carinho.

Se não rolar e acontecer
no coração alguma peça se perder
me magoar e me esquecer
se não rolou então não é pra ser

Pode juntar pedaço por pedacinho

25 março 2015

Template: tá faltando peça no quebra-cabeça...♪


No inicio do mês de março, eu ando ouvindo exageradamente o ultimo álbum do HG intitulado de "Insular". Escrevi esse post, na primeira semana sobre uma das músicas que o trecho "Recarregar, reiniciar, reinventar e reabastecer... " acabou virando um dos meus mantras para esse ano. 

Na semana passada, inspirada em alguns blogs que estão entre os "meus favoritos" todos esses blogs tem uma imagem que identifica. Por exemplo: O blog da MF tem um lindo dente de leão, a Bárbara é aqueles hexágonos de colmeias de abelhas e a tem uma ilustração dela com um gatinho... Foi pensando nisso, que procurei uma imagem que desse "identidade" ao meu blog e que fizesse os leitores identificarem/relacionassem a figura ao meu blog. 

Uma imagem que tenho me identificado muito essa semana é de uma peça do quebra cabeça e o HG (de novo ele!) tem uma música intitulada de quebra cabeça que um trecho diz assim:



Há primeira vez que eu usei o termo "Quebra cabeça" aqui no blog, foi em um post como esse para inaugurar o layout novo, já que a tradição pede assim. Naquele post, eu dizia que, mesmo com a minha analfabetização com programação e afins... eu gosto da sensação de estar "montando um quebra cabeça" e de deixar o template do jeitinho que eu quero. 

O logotipo tem peças de quebra cabeça com as cores; cinza (escuro e claro), vermelho e laranja"sombreando" as fotografias das coisas que eu mais gosto e me sinto a vontade de escrever aqui sobre : Músicas, livros, fotografias e escrever sobre o cotidiano e a minha vida.



O plano de fundo eu prefiro os mais "clean" queria um plano de fundo com somente uma cor. Mas, encontrei esse com peças de quebra cabeça e "colori" com as cores cinza, vermelho e laranja e acabei gostando do resultado mesmo tendo ficado colorido não deixou de ser "clean" e assim, não fugindo da idéia inicial.

Acho que é isso... 

A vida ta corrida! Minha mãe fez cirurgia na semana passada e ta no processo pós cirúrgico... Minha casa, estava em obras desde a semana retrasada. É, a vida está corrida e bagunçada. Porém, escrevo mais sobre isso nas próximas postagens desse genuíno Blog.

18 março 2015

Isto foi o mais perto que cheguei do "Amor"…

Acreditei “cegamente” nessas palavras, e eu teimava em insistir em repeti-las durante meses (cof, cof). No fim eu percebi que o caminho para o amor era de “mão dupla” e, eu tinha pegado a direção errada desde o começo… Mesmo não acreditando nas “definições do amor” não poderia ter ignorado tão friamente todas elas. Deveria ter considerado (pelo menos) a principal definição; O coração batendo em taqui-cardiaco. 

Dessa vez o meu coração não bateu… Desde a primeira vez, o primeiro encontro… Nem as mãos suaram com o primeiro toque…

“Tentei ser recíproca com todo “AMOR” que achei que eu estava recebendo…” Não! Esse texto, não é sobre o outro… E nem usarei justificativas e velhas máximas como o “inferno é o outro” para justificar o que não existem justificativas. O amor não é um sentimento que possa ser “recíproco” não apenas isso, em minhas teorias mais alucinantes o Amor deve ser um gremlin que, no mínimo de um “olhar diferente” entre as pessoas transformam o coração da gente… E se a “transformação” não ocorrer simplesmente não era AMOR.

A intensidade dos sentimentos diminui quando o amor acaba. E quando o amor nunca existiu? 

Se o AMOR for “simplesmente isso”, espero que seja o mais perto que eu chegue às próximas décadas. Tendo passado por isso, posso dizer agora com mais certeza que eu sabia lidar melhor quando o AMOR era só desculpa, para escrever aqui no Blog não para “sangrar” e “machucar” tanto como foi esses últimos meses…

Somos a pessoa certa/errada no momento certa/errada de Alguém. A “magia” desse sentimento é quando dois corações encontram a pessoa e fazem aquele momento ser o “certo” dos dois…

16 março 2015

Verdades & Mentiras

Penso que viver, é parecido como abrir um livro novo. Se tivessem nos contado sobre todas as verdades da nossa própria existência não passaríamos da primeira página, muito menos do primeiro capitulo.

Nesses vinte e tantos anos... A minha vida, se resumiu entre mentiras que tinham o intuito de proteger e verdades mal contadas. O irônico disso tudo, é que quando você alcança a maior idade te fazem prometer: dizer a verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade?

Ninguém me contou a verdade de todas as mentiras mal contadas durante esses vinte e poucos anos... Todas essas verdades, foram surpreendentes! Pois, ninguém me contou a verdade sobre todas mentiras que me contaram um dia... Eu fui descobrindo cada uma delas ao longo desses anos. Uma das verdades que eu aprendi , é que: a mentira vem dos outros, e vai embora. A verdade vem de nós mesmos e permanece.

10 março 2015

Passou na TV: Sete Vidas

Imitei descaradamente um dos quadros do AET para falar sobre o mesmo assunto.... 

Ontem dia O9 de março, estreou o primeiro capitulo da nova novela Sete Vidas na grade de programação no horário das 18:00 da rede globo de televisão. Escrita por Lícia Manzo que também foi autora da novela A Vida Da Gente (2011), sob direção geral e núcleo de Jayme Monjardim.


O primeiro capitulo, foi marcado com o encontro do casal e a sua relação conturbada de Miguel e Lígia, papeis de Domingos Montagner e Débora Bloch. Júlia, personagem de Isabelle Drummond, descobriu que não é filha biológica do cara que sempre chamou de pai. Depois, ainda recebeu uma ligação de Pedro, um meio-irmão interpretado por Jayme Matarazzo que nunca imaginou ter na vida.


Alguns atores/atrizes participaram da novela A Vida Da Gente e os personagens irão se repetir na trama, como a atriz Gisele Frões (no papel de má...), Maria Eduarda de Carvalho no papel de uma garota sem papas na língua...

Gosto do ritmo contemporâneo da novela das 18:00. A temática "laços familiares" também  é algo que me agrada muito principalmente, pelo modo peculiar que a autora  Lícia Manzo  tem de escrever os desfechos de uma história. Continuarei acompanhando...

09 março 2015

Tom de Luiza - Livraria e Empório Cultural

 

"Sempre imaginei que o paraíso fosse uma espécie de livraria."
Desde que comecei a frequentar assiduamente as livrarias da cidade essa frase me vem em mente. O Tom de Luíza, seria um desses "pedacinhos do céu" dos outros tantos paraísos literários que eu já frequentei. 
O Tom... é um lugar, conhecido por ser um espaço de interação entre pessoas, cultura e conhecimento.A Livraria oferece livros, periódicos, presentes, DVDs, material de papelaria e informática e Café Gourmet.
crédito:Tom de Luíza - Livraria e Empório Cultural
Fui para o espaço de livros e me deparo com uma parede de tijolos a vista pintados da cor preta com pequenos versos de musicas e poemas escritos com giz

Sentei em um poff e depois que me deparei que aquele era o setor infantil da loja (obs: livros infanto juvenil.) Mesmo assim, achei aquele o lugar mais confortável para se ler um livro...

... e tomar um café. Livros e um café passadinho na hora tornam um combinação mais que perfeita nessas ocasiões. 

Para quem curti livros, objetos de decoração de estante (faltou fotografar) e um espaço aconchegante para tomar um café acompanhado de um boa leitura esse é o lugar.

Tom de Luiza - Livraria e Empório Cultural
Rua da Pedra, 374 sala 14 - Passeio Pedra Branca, Palhoça
Tel: 048 3283-0061

05 março 2015

Recarregar, reiniciar, reinventar...♪

Começo essa semana cantando HG, como quem decora um mantra: Recarregar, reiniciar, reinventar e reabastecer... 

Reza a lenda que, o ano só começa depois do carnaval... O mês de março, é realmente um inicio de nova-idade para mim (29 anos!). Porém, procuro viver um dia de cada vez, aproveitando ao máximo todos esses 365 dias do ano sem desperdiçar o "tempo livre" para não ficar reclamando da falta de tempo depois. 

É março, e estamos longe de mudar de estação... Me pergunto infelizmente "Que horas este sol vai dar um tempo?" por já saber o desfecho dessa história; de verão eterno, infinito inverno... Esse mês, costuma ser promissor. Porém, continuo mantendo a alma e o coração tranquilos. Sem carregar pesos desnecessários. Tentando assim, seguir a vida mais leve.

Esta fila tá parada
E a outra fila vai que vai... ..♪

O mês de março começou, dando continuidade a mais um semestre da faculdade de Psicologia (o ultimo semestre!) com; estágio especifico II, GETEP, relatório e TCC. Embora, a vida acadêmica tenha recomeçado em um ritmo agitado, por outro lado a vida anda devagar. Sem aquela correria gostosa do ano passado...

Aprendi que, não é sobre os "amanhãs promissores..." ou o que está me esperando do outro lado... Nem o quão rápido chegarei lá. É, a escalada! O segredo é continuar em movimento, escalando e principalmente...
 
Manter a fé!


04 março 2015

“Porque você tem um blog?”

A resposta para essa celebre pergunta muito nesses anos que eu estou na Blogosfera incluindo especialmente esse ano de 2015 que o "Um lado..." completou 01 ano de existência. Sempre tenho ideia da resposta, mas ela acaba não respondendo o mínimo das minhas próprias indagações. Já tive blog falando sobre musica (falecido Além do underground…) já tive blog para colocar as minhas fotografias (recente falecido Versos – Monocromáticos) e já tive um blog pessoal que durou exatamente 06 anos, antes de fazer uma bagunça irreversível que levou ao seu falecimento rs

Há 01 ano e três meses criei o "Um lado Milla..." esse Blog, veio para abrir um novo ciclo. Para assumir mais que, um simples posto de "blog pessoal" mas um cantinho na blogosfera para registrar meus delírios e devaneios com direito há; textos bastante pessoais, algumas crônicas e os meus registros fotográficos.

Gosto de escrever sobre coisas cotidianas da minha vida, no maior clima “My dear diary…”. O que eu escrevo aqui estará guardado nos “Arquivos” do blog… E será que esses momentos quando re-lidos me trarão boas lembranças? Até que ponto eu posso ser mal interpretada pela minha “exposição gratuita” aqui no blog? Pelo modo que penso, sinto e a minha maneira de agir? Quando eu escolho ter um “Blog Pessoal” e de ter essa postura de “exposição gratuita” porque ser julgada pelo modo que eu penso, escrevo, fotografo? Ano passado eu comecei a ler bastante e pensei na possibilidade de fazer resenhas, mas desisti no meio do caminho quando eu entendi o “comércio” de algo que deveria ser um espaço particular…

O design do Blogger andou mudando para melhor nos últimos tempos os “templates by…” não tem tido muito espaço, deixando os Blogs cada vez mais… Com a cara do blogueiro. O " Um lado meio Milla..." muda de dsign a todo momento, mesmo com pouco tempo vive ganhando/perdendo algumas características. Eu também não sou a mesma de anos atrás nada mais justo o blog também mudar.

A Blogosfera mudou muito nesses últimos tempos. É verdade, tem neguinho montando blog para se promover “eu sou!” “eu compro!” “eu como!” “eu visto!”. Transformando em parâmetros, regras e convenções que respinga nos blogueiros que escolheram montar o blog para falar da própria vida… Um texto bem escrito, uma fotografia no ângulo perfeito, com boa iluminação e sem tantos ruídos e com um conteúdo agradável para agradar primeiro quem escreve e quem é dona do blog… Nesse caso EU! Não estou excluindo os possíveis leitores do meu blog. Sinto-me feliz por cada comentário que recebo aqui, tanto os elogios quanto às criticas. O elogio das fotografias cada vez mais frequente. O melhor disso tudo é, quando falam um simples “eu me identifico!” essa troca não existiria e não seria tão espontânea se o conteúdo fosse pensado somente em vocês.

Sou fotografa, mas não tenho a pretensão de escrever DIY sobre como fotografar… A blogosfera… As redes sociais no geral criou uma geração de jovens pretensiosos tipo síndrome da “menina popular do ensino médio”. Fazem um blog para os leitores da (geração X) com conteúdos, fotografias, promoções… Ganham os comentários e seguidores que os deixam cada vez mais “populares” e começam a relaxar nos conteúdos, pois já conseguiram a popularidade que gostariam e o blog “pessoal” se torna desculpa, para dizer que estão “cagando tijolos” para os leitores que o popularizaram. Sujando o nome de outras tantas blogueiras que fazem um trabalho comercial (não critico quem faz), mas, que levam mais a serio a blogosfera.

A vida ~aparentemente comum~ dos blogueiros ainda agrada aos leitores de um país “de terceiro mundo” vejo como sendo os blogs mais cleans de anos atrás e que ganhou espaço daqueles blogs com gifs pisca, pisca que foram perdendo a graça com o passar dos anos… Tanto é que o rei do camarote virou motivo de piada na blogosfera não que é errado tirar fotos daquela viagem massa, comidas bacanas, champanhe… Mas não dá para escrever somente sobre essas coisas que deixam de ser um evento bacana e começa ser algo “mesquinho” de alguém como uma vida vazia.

Não arrumei nenhuma resposta que me convença o porquê de escrever e de ter criado um blog (do zero!) . Caso eu fosse perguntada, talvez, a resposta fosse essa “- o Blog é a extensão de mim” uma resposta beirando ao clichê mas bastante convincente. 

Quando eu escrevo no blog vejo que eu acabo ultrapassando os meus próprios limites e acabo transformando cada texto banal em algo tão pessoal. É irônico pois, acabo escrevendo mais de mim do que posso suportar lendo. Tenho necessidade de escrever e fotografar para expressar de alguma forma tudo o que sinto e na maioria das vezes eu não consigo falar.


Texto inspirado depois do desabafo da Jess do blog caos criativo

01 março 2015

#Projeto: Registrando Domingos...


No final do mês de Julho de 2014, nasceu um projeto chamado "fotografando Domingos..." que consiste em colocar aqui, registros do meu final de semana (sexta-sábado e domingo). Não tem quantidade exata de fotos, pois, irá depender da quantidade de fotos que eu mesma fotografe nesses dias.

Esse domingo, eu e meus pais sem os os cachorros dessa vez... fomos para a pracinha da Pedra Branca/SJ

Eu e minha mãe passeamos de triciclo a iniciativa faz parte do Projeto Autonomia Aquática que trabalha com crianças com deficiência.

 Algumas fotos do "Instagram"

E como estou um tempão sem fotografar, aproveitei para "desenferrujar" e fotografar mais um pouquinho...



No centro do parque tinha um chafariz mas, parecia uma poça de agua GIGANTE que foi a sensação da criançada que usou para se refrescar e fugir do calor de 30° que estava fazendo nesse final de semana,





Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo