30 de junho de 2014

resumo do mês de Junho de 2014


E o mês de junho chegou ao fim... Semestre acabou! Como estou trabalhando terei folga pela metade... Melhor folga pela metade do que folga nenhuma. Né?


O meu quarto ganhou novos móveis no inicio do mês e escrevi o post ¼ cheio de mudanças para falar sobre essas recentes mudanças, e escrever sobre os vários quartos de dormir que eu já tive nesses meus vinte e poucos anos...




Fiz um update semestral da lista 14 coisaspara ser em 2014 que fiz, no inicio do ano com os pontos positivos e negativos desse semestre.



Comecei um projeto novo! Dessa vez não é mais um projeto fotográfico. Porém, de vez em quando eu me esforço em colocar algumas fotografias autorais antes de recorrer ao Google imagens. O projeto em questão é o 52x5 todas as quartas-feiras cinco itens... semana 1(cinco coisas que me fazem ficar feliz), semana 2 (cinco coisas que eu nunca...), semana 3 (cinco coisas para fazer no verão), semana 4 (cinco citações preferidas)...


No post um “culpinha” para chamar de meu... Falo um pouco de um dos livros mais chuchu da minha estante e sobre a minha expectativa (frustrada) de ver o filme baseado no livro na semana seguinte escrevi um pouco sobre no Filme: A culpa é das estrelas Um pouco foi por puro ciúme por estar dividindo o meu  “culpinha” com milhares de espectadores... E o mesmo ciúme não deixou eu me emocionar com o filme que eu não tenho criticas plausível, mas não me tocou tanto quanto o livro.


Comemorei as cinquenta postagens com o post Maisde 50 postagens... Falando sobre o inicio do “Um lado...” e a sensação de estar no meio do caminho para algo tão significativo para mim...

O projeto fotográfico 6on6 desse mês, veio com um dia de atraso combinamos que a temática desse mês seria livre. Porém, todas as fotos seriam em PB.

No post Imagine na... Já é copa! Escrevi sobre as copas que eu já assisti e a minha animação ou a falta da mesma, no jogo de abertura da copa de 2014. Escrevi também o post Sobre os jogos da seleção e o final do semestre... sobre a sensação dos dias não durarem 24 horas que mesmo com os jogos da seleção Brasileira eu tinha que me virar e rebolar para entregar os meus trabalhos de faculdade no prazo...

Sabe aqueles textos bacanudos que, você posta uma vez no blog e guarda nos arquivos esperando outras oportunidades para colocar em outras postagens futuras? Esse post em questão é um trecho do ultimo capitulo da novela A vida da gente no ano de 2010.
No 1° postagem no antigo blog escrevi o primeiro post com o titulo de 1/365. Para fechar o semestre resolvi voltar com essa ideia e o titulo dessa postagem ficou 184/365 falei sobre o inicio do semestre que seria tenso, mas, só me falaram isso e eu realmente tomei consciência que seria corrido quando já tinha começado... Falei um pouco sobre a faculdade, o estágio e sobre o meu emprego.


O penúltimo post desse mês eu escrevi sobre as minhas impressões do filme a menina que roubava livros e sobre como eu não pude fazer a discussão livro X filme com tanta propriedade por ser uma leitura que eu abandonei pela metade nos anos anteriores e por entender que estamos falando em tipos de artes distintas tentarei curtir as próximas obras sem tantas criticas.

Obs: Esse mês de junho, foi o mês que mais teve posts. Porém ficou algumas postagens no rascunho e algumas idéias, não postadas; como as fotos do meu quarto depois de ganhar novos móveis, e o Book Haul [1° semestre] a idéia seria, colocar os livros que eu comprei/ganhei até o mês de junho... Mas, pretendo arrumar e postar esses posts até a 2° ou 3° semana do mês que vem. 

                                                      Até mês que vem!

29 de junho de 2014

Filme X Livro: A menina que roubava livros (The Book Thief)


Em 2006, veio parar em minhas mãos uma edição do livro; A menina que roubava livros em minhas mãos, folheei alguns capítulos e a leitura não fluiu... Depois de várias tentativas, guardei o livro na bolsa da faculdade.
 
O livro ficou um bom tempo na minha bolsa. Sendo que, em uma dessas andanças, eu percebi que a capa do livro acabou manchando com caneta hidrográfica amarela Com medo de estragar o livro mais ainda e antes mesmo de terminar a leitura acabei colocando o livro na estante afim, de ler em outro momento.
Em 20013, (07 anos depois!) Adaptaram o livro a menina que roubava livros para uma obra cinematográfica. A notícia e o próprio lançamento do filme não ocasionaram a mesma expectativa que a adaptação do livro ACÉDE um ano depois.
Tive a oportunidade de ver o filme (embaixo das cobertas e comendo pipoca) na tarde chuvosa do dia 28 de junho de 2014 e dessa vez, vi o filme completo. O filme teve 2h11min de duração mas em algumas cenas, eu pude fazer os comentários típicos dos leitores “No livro essa cena não é assim... ” ou “cortaram a cena que tinha no livro...” mesmo largando a leitura pela metade a sete anos atrás...
Não posso discutir com muita propriedade sobre o assunto livro X filme porém, gostei de como as cenas foram conduzidas no filme. Mesmo sabendo que, os filmes geralmente excluem os milhares de detalhes que há nas 382 páginas do livro. Deixando as cenas do filme menos emocionantes do que aparecem nos capítulos do livro.
O termo “adaptação cinematográfica ” é um assunto que estava me causando um certo incomodo desde, ACÉDE. Quando leio o livro coloco a imaginação para funcionar, sem essa de ficar imaginando personagens para uma possível versão cinematográfica...  Com o filme eu guardo a imaginação no.... bolso!  E assisto o filme embaixo das cobertas e comendo pipoca me deliciando com os personagens, com o enredo e com a trilha sonora.
Literatura e Cinema são duas expressões de arte absurdamente diferentes entre si, mesmo quando realizam um grande “intercâmbio” de ideias. Devido ao fato de, se alimentarem basicamente da narrativa clássica. Não podemos comparar as diversas “adaptações cinematográficas” sem esquecer que; são dois tipos de artes diferentes e incomparáveis.

27 de junho de 2014

182/365- A vida contada em semestres...


Desde o dia que decidi ter uma vida de universitária, minha vida se resume há dividir os anos em dois semestres. Estamos no mês de junho e tenho somente duas notas faltando (prova substantiva e exame final) para acabar o primeiro semestre do ano de 2014. Ainda é cedo para fazer retrospectiva do ano de 2014, mas por ter passado a metade do caminho... Posso dizer que esse ano está me surpreendendo positivamente claro. E acho que eu estou surpreendendo esse ano também positivamente e negativamente. Mas dai, é assunto para outros posts...

No inicio do ano (praticamente no carnaval), eu comecei a trabalhar como secretaria, em uma escola de administração  no período vespertino. No período matutino fiz no total de quatro matérias sendo que uma matéria é, o estagio básico II em uma escola pública da minha cidade no sul da ilha, que ficava praticamente ao contrário de onde fica a minha faculdade e meu serviço...

O inicio do semestre seria TENSO! Em letras garrafais mermo! Porém, só me avisaram isso praticamente, um mês depois que o ano de 2014 já tinha começado... Não ouve o momento de sofrer por antecedência e nem aquele nervosismo normal, pois, “quando eu vi, eu já estava indo...” sim, eu não posso deixar de usar essa velha expressão... Se não bastasse, a faculdade e o serviço tomarem praticamente metade dos meus dias (12 horas). Tinha o estágio de Psicologia, na escola do sul da ilha uma vez por semana (sexta-feira).

Não estou escrevendo para arrumar justificativas. Para dizer a verdade, nem sei bem o motivo de estar escrevendo... Acredito fazer parte da evolução das garotas de vinte poucos anos que escrevem textos de mais de quinhentas palavras falando sobre a Life... Quanto na adolescência (quando a blogosfera começou...) mal escrevíamos uma frase para resumir o nosso dia-a-dia.

Confesso que, eu gostei dessa vida corrida... Com trocado no bolso (principalmente)... Mesmo o tempo sendo escasso (antes mesmo de começar os jogos da copa). Eu gostei do carinho e abraços desconhecidos de crianças que estão agarrando com “unhas e dentes” para ter uma infância inocente, longe das maldades da vida adulta. Eu gostei das pessoas novas que eu conheci na metade do ano passado e que continuaram fazendo algumas matérias comigo esse semestre... No emprego conheci todo o tipo de profissional, porém, fui acolhida pelos mais queridos.


Como escrevi lá no inicio, ainda estamos na metade do caminho. 
Continuação no próximo semestre...

25 de junho de 2014

PROJETO 52X5 - Semana 4: Minhas citações preferidas


Esse post faz parte  do projeto 52X5 .
Explico melhor o projeto nesse post aqui.



Minhas 5 citações preferidas são:








E vocês? Quais as suas citações preferidas? 
Comentem aqui, e deixem seus comentários sobre oque vocês acharam desse post.


23 de junho de 2014

O fluxo da vida…


Uso muito a expressão, "e a vida segue..." não celebrando que as coisas mudam e sim, lamentando o porque das mesmas mudanças. Esse texto foi da novela A vida da gente do ano de 2010 e desde lá, esta guardada nos meus arquivos e sempre é um "tapa na cara" diferente quando leio essas linhas...


Ninguém entra num mesmo rio pela segunda vez, pois quando isso acontece já não se é o mesmo, assim como as águas que já serão outras.

Foi um filósofo grego que viveu no século V A.C., Heráclito de Éfeso que fez essa formulação que até hoje nos fascina: o fluxo eterno das coisas; é a própria essência do mundo – apontou Heráclito. E, se ainda hoje ficamos espantados com isso é porque nos apegamos teimosamente ao que já passou, esperando, no fundo, que tudo permaneça igual.

Então, é necessário um filósofo da Antiguidade ou um escritor contemporâneo para nos fazer entender que 
nada é permanente, a não ser a mudança.

Olha só, eu separei aqui um trecho do “Grande Sertão”, onde Guimarães Rosa fala um pouco sobre isso. Olha só que beleza: 
“O mais importante e bonito do mundo é isto: que as pessoas não são sempre iguais, ainda não foram terminadas, mas que elas vão sempre mudando – afinam ou desafinam, – verdade maior é o que a vida me ensinou”.

Não é incrível? O filósofo flagra a fluidez e o escritor se maravilha com isso: “É o mais bonito da vida”, diz Guimarães Rosa. 
É uma celebração do movimento, não é um lamento.

O tempo não para e isso é belo. Então, na semana que vem nós nos encontraremos aqui e eu serei outro e vocês também.”


Trecho do ultimo capitulo da novela A vida da gente no ano de 2010




Trecho do ultimo capitulo da novela A vida da gente no ano de 2010

22 de junho de 2014

Sobre os jogos da seleção e o final do semestre...

 
ou
Sobre os dias que não duram 24 horas.

No primeiro dia do ano de 2014 ja se ouvia boatos que esse ano ia passar voando... Mas, eu não achava que teria dias que durariam menos de 24 horas. Amanhã, será o terceiro jogo do Brasil, o  horário comercial é das 08h:00min até as 15h:00min.concluindo, o dia durará somente 07 horas (17 horas a menos!).

Tenho faculdade no período matutino; relatório de estagio para entregar e entregar o ultimo trabalho (de uma professora FDP que não aceitou somente a apresentação) e mais dois trabalhos que eu ainda não comecei... para entregar ainda essa semana.

O meu Notebook não tem instalado os programas necessários (Word!) para pelo menos, começar a escrever os trabalhos.... Depois de, entregar todos os trabalhos que terei que entregar amanhã. Começarei a escrever os trabalhos que ainda faltam, em algum computador da sala de informática da faculdade. Porém tem que ser até as 15h:00min,¬¬ pois, é copa amigos...
 

21 de junho de 2014

Mais de 50 postagens...

 

No inicio desse ano, eu estava bem triste com a bagunça que eu mesma fiz no meu antigo blog. E para piorar, acabei mudando de plataforma e não consegui me adaptar. Voltando então, para a plataforma do Blogger/Blogspot.
 


No blog anterior, no inicio desse ano participei de uma Blogagem Coletiva no Rotaroots que era para fazer uma lista de "14 coisas para fazer no ano de 2014" eu me propus esse ano em relação ao blog há;
 07- (+) Blogueira
Escrever no blog é uma das minhas terapias, incluindo com sair por ai para fotografar… Preciso seguir alguns "rituais" para que a minha escrita consiga transmitir o que eu to sentindo. Complexo né? E quando finalmente eu conseguir escrever, não ficar "podando" as minhas escritas por medo que as pessoas que me conhecem pessoalmente me interpretem mal.

08 – Manter a organização do Blog
Desde 2008 eu escrevia no blog Versos em Bossa… fiz varias bagunças no blog a ultima foi irreversível fiquei chateada com a melequeira que fiz mas não querendo entrar em (hiatus!) cheguei abrir outro blog na mesma plataforma mas acabei desistindo e excluindo abri então um novo blog chamado Um lado Milla... no segundo mês do ano. A meta do ano de 2014 é não fazer bagunça por aqui!

O "Um lado meio Milla..." veio para abrir um novo ciclo... E deste então, vem cumprindo o papel de blog pessoal. Já começando pelo nome do Blog com o meu apelido de infância, textos pessoais no estilo "my dear diary...". Estou cada dia mais segura em colocar aqui alguns ensaios fotográficos com o meu trabalho de fotografa de free-lance.
 
 Hoje escrevendo o quinquagésimo post, vejo que venho cumprindo o que me propus a fazer no inicio desse ano...

 Os rituais para escrever aqui mudaram um pouco. Mas quando essa "inspirações" aparecem não fico me podando por medo de interpretações e julgamentos como o próprio nome do blog diz é somente "Um lado..." da história. Gosto do visual mais clean, e esse lay monocromático encontrei e um desses sites de lay free da internet. E como estou sem muito tempo livre, ainda não quis mudar nada no blog mantendo assim organizado.

 
Sei que já passaram de 50 posts. Mas, não poderia passar esse número que indica o meio do caminho... a metade de algo realmente muito importante para mim.



 

20 de junho de 2014

Filme: A culpa é das estrelas


Esse é o problema da dor. Ela precisa ser sentida."
A Culpa é das Estrelas


Quando ouvi essa frase de Augustus Waters, eu entendi a dificuldade de falar sobre as nossas próprias dores. Sem fazer drama, e sem fazer papel de "coitadinho". O meu silêncio veio gradativamente... Fui ficando mais fechada com o tempo acreditando naquela velha canção "O que eu ganho, o que eu perco. Ninguém precisa saber...♪".

Embora, eu use um pouco da arte para me expressar; fotografando e escrevendo. Há sempre alguém que se destaca criando musicas (vivo escrevendo sobre essas pessoas por aqui) ou escrevendo livros com historias fictícias, preenchendo com um pouco de paz, as minhas angustias diárias.



 O livro A culpa das estrelas foi assim, desde o primeiro momento que eu ouvi sobre o livro lá no 2º evento da Intrínseca Cada palavra foi me enchendo de um fervor quase que religioso, e fui me convencendo que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam.

Hoje, no dia 19 de junho de 2014. fui ao cinema assistir o filme baseado no livro A Culpa é das Estrelas em mais uma sessão LOTADA! confesso que, senti ciúmes de compartilhar o meu 'culpinha' com fãs, admiradores, leitores... no dia de estréia, continuou naquela sessão.
 
Não consegui me emocionar com o filme o tanto que, me emocionei com o livro. Eu nunca tive esse discurso;"prefiro o livro... #mimimi". Mas, ano passado. Ao começar a leitura na livraria e depois finalmente comprar o livro. Eu já sabia, que eu ia chorar tanto que iria ser difícil de me recompor a cada capitulo.

 Chorei horrores, a um ano atrás lendo o livro. Sentindo- me uma AMEBA por muitas vezes não usar direito os meus dias infinitos... Tendo os medos de Anzel em machucar a minha família com as minhas dores sendo somente uma tristeza para os meus pais... e do provável esquecimento do Augustus Waters, antes mesmo de fazer algo extremamente Extraordinário. Juntando com os meus próprios medos, que é continuar vivendo, sem nunca realizar os meus sonhos ou fracassar no meio do caminho.

 No cinema, sentada na poltrona assistindo o filme. Em nenhum momento, eu consegui me emocionar. Muito menos, chorei por causa de alguma cena do filme ou mesmo vendo minha mãe ao meu lado derramando algumas lágrimas.
 

 
 Quando o semestre da facuh realmente acabar, irei reler o livro A culpa é das estrelas ignorando o fato que, eu tenho uns  dez livros que eu ainda não li me esperando.... para realmente sentir a emoção que essa história mesmo fictícia ou não me fez sentir a um ano atrás.

 
 
 
 

18 de junho de 2014

PROJETO 52X5 - semana 03 - Coisas pra se fazer no calor


  1. Ler 


Na minha bolsa de praia junto com a toalha e o protetor solar sempre levo um livro para ler entre um banho e outro (me seco direitinho para não molhar e danificar o meu livro)  
    
2. Andar.



Andar na Beira-mar é algo que eu faço muito no verão. 

3. Banho de mar


Tomar banho de mar! sem frescuras, adoro água salgada.

4. ouvir música 



Sempre arrumo meu set-list no celular antes de ir para a praia.

5. Sorvete


Gosto de sorvete em qualquer estação do ano mas como muito mais no verão.

15 de junho de 2014

#imagine na... JÁ É COPA!


 
Já fazem 3 dias que a bola esta rolando e virou assunto mundial #imagine na... JÁ É COPA!
 
 
 
 
Em 1994 quando o Brasil conquistou o Tetra eu tinha 08 anos. recém fazia um ano que eu estava morando no lugar que moro até os dias de hoje... Em 1994 combinamos de assistir o jogo na casa da vizinha e o bairro antigamente tinha muitas crianças, então lembro de ser muito divertido assistir os jogos e sair correndo e comemorando os gos e comemorando mais ainda  quando o Brasil ganhou o Tetra.  
 
As lembranças da copa de 1998 fogem da minha mente... Mas, acredito  ter comemorado ou na casa da mesma vizinha ou na associação de moradores com a mesma criançada e diversão  de quatro anos atrás.
 
Ainda acho que  cabelo ridículo do Ronaldinho foi mais comentado que o próprio Penta  (depois confundiu uma mulher com um traveco, engordou... ) mais os jogos passavam de madrugada por isso não tenho lembranças dessa copa minha família e a família dos meus vizinhos comemoramos em uma casa de um casal de amigos em comum longe do nosso bairro
 
Em 2006 eu estava trabalhando em uma empresa de telemarketing que trabalhava com os cartões de credito do Unibanco. Para entrarmos no clima de copa do mundo ganhamos uma camiseta verde com o slogan da seleção brasileira mais um bonequinho do Unibanco... Perdemos, e no dia seguinte foi um dia de estudos/trabalhos como um outro dia qualquer.
 
 
 
 
O melhor da copa de 2010 foi no show de  abertura! Os shows da banda  Black Eyed Peas,  e a colombiana  Shakira com a musica Waka Waka feita especialmente para a copa da África do Sul e foi a música mais tocada nas rádios daquele ano. Não tenho nenhuma vaga lembrança dos jogos...
 
Em 12 de junho  de 2012 abertura da copa do brasil e primeiro jogo do Brasil contra Croácia.
Eu tive aula no período matutino apresentação  de trabalho e coisa e tal... no período vespertino aproveite a folga do serviço almocei em casa,  arrumei algumas coisas e fui dormir e permaneci dormindo durante  TODO o jogo. No dia seguinte fui ver algumas noticias sobre a abertura da copa e os vídeos no youtube  da abertura da copa... É, não perdi nada.
 
No próximo jogo acredito que estarei mais animada, vai ter churrasco na casa da minha chefe e até comprei uma camiseta do Brasil estilo retrô para entrar no clima...
 
 
OBS: Mais posts sobre a minha animação, os jogos ou qualquer coisa referente a copa. Na sequência.

11 de junho de 2014

Projeto 52X5 - Semana 2: Eu nunca...



Eu nunca... andei  de bicicleta


 
Acho muito cult  andar de bicicleta, sempre sinto  uma invejinha boa do pessoal andando de bicicleta na beira-mar quando tinha 10 anos eu  ganhei uma rosa lindinha de aniversario mais morria de medo 
de cair e logo operei a coluna então nunca aprendi.
 
 
Eu nunca... viajei sozinha
 
 
 Sempre viajei com a família inteira... até escrever esse item, eu não via como algo que eu gostaria de fazer algum dia, quem sabe eu faço ainda esse ano não precisa ser para outro pais mas tem varias cidades e estados que eu gostaria de conhecer... quem sabe.
 
Eu nunca ganhei... Um buque de flores
 
 
Já ganhei uma única flor varias vezes mais nunca ganhei um buque de flores acho lindo e romântico porem tenho rinite gostaria mais do gesto que acho bastante  romântico porem não guardaria o buque por muito tempo no máximo uma pétala.

 
Eu nunca tive um gato
 
 
Como já foi falado no item acima  eu tenho rinite mas, esse não é o verdadeiro motivo ou motivos de  não ter um felino em casa: Meus pais e eu sempre tivemos cachorros em casa... A ex mulher do meu tio tinha uma grande quantidade desses bichanos em casa e a primeira vez que a alergia atacou foi lá  em uma noite na casa deles... Acho esses bichinhos lindos, independentes... mas a presença deles me fazem expirar infernalmente.
 
Eu nunca dirigi
 
 
 
 
Acho lindo mais, ainda não tirei carteira de motorista
 
 
 

6 de junho de 2014

Um “culpinha” para chamar de meu...


A primeira vez que vi alguém falar sobre o livro A culpa é das estrelas do escritor John Green, carinhosamente apelidado de “culpinha”. Foi na 2° turnê Intrínseca (meu primeiro evento literário...) em junho/julho de 2013.
Ganhei esse broche LINDO!


Naqueles poucos segundos ouvindo sobre oque se tratava a história do livro “culpinha” tive vontade de adquirir o livro no mesmo momento, mas, só comprei mesmo (e finalmente li) um mês depois do evento. 

No momento que eu comprei e finalmente comecei a folheá-lo... Cada palavra foi me enchendo de um fervor quase que religioso, e fui me convencendo que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam.


Em um certo momento, eu acabei me sentindo uma verdadeira AMEBA em letras garrafais merrrmo por perder tanto tempo reclamado. Sendo que, o meu infinito é maior que os infinitos da Hazel, e do próprio Augustus. Sinto que ele ironicamente me conforta quando diz “esta é a sua vida. Sinto muito se é uma droga.”.

Fiquei muito chateada alongo desses meus vinte e poucos anos quando me chamavam de “mimada”, mas aprendi um pouco tarde que o mundo não é uma fabrica de realizações e nem todas as coisas que não realizamos poderá ser considerada frustração. No fim de tudo não existem culpados... Acho que, na maioria das vezes que eu escrevo são para organizar os meus pensamentos, que são estrelas que não consigo arrumar em constelação. Leio esses pensamentos tempos depois acreditando que me trarão lembrança fieis de tudo que eu senti escrevendo... 

Amigos e lembranças. Ai está... Duas coisas raras e que tenho tido pouco ultimamente... As lembranças estão aqui transformadas em textos que posto aqui no blog. Os poucos amigos que eu tinha seguiram suas vidas e a maioria deles se transformou em meros conhecidos.

...

O “culpinha” se transformou no livro mais xuxu da minha estante e espero relê-lo quando essa modinha acabar. Enquanto ao filme ainda não vi. Pois, estou esperando o salário vir para poder chorar horrores no cinema.



4 de junho de 2014

Projeto 52X5 - Semana 01: Coisas que me fazem ficar feliz



Obs: adoro colocar algumas estrofes de música que tenha haver com a temática do post e algumas notas musicais. 




♫... A felicidade está por dentro
Mas não vai sair no raio x
Você provoca os próprios sentimentos
O que você faz pra ser feliz?


Longe perto, dentro, tanto faz
Quem quer felicidade corre atrás
E, às vezes, ela está debaixo do nariz
O que você faz pra ser feliz? ...♪


1.Ver o por do sol...



Fim de tarde sempre me emociona... gosto de re-ver as coisas que fiz no dia e programar o outro dia e projetos da semana.

2. Meditar/rezar/orar


                        Gosto desse momento de oração ... desse encontro mais intimo com Deus.

3. Ouvir musica


"Quem canta reza duas vezes." essa é uma das frases famosa do Santo agostinho e por isso procuro (na maioria das vezes) vigiar as minhas musicas... apesar de ouvir as musicas "mundanas" ouço e curto bastante música gospel.

4. Crianças


Tem um trecho do 14 bis que diz que "...Toda vez que a bruxa me assombra o menino me dá a mão..." apesar de não ter muitas "bruxas" no semestre passado, essas criaturinhas cuidaram da Adulta aqui (cof, cof) com carinho (SQN). Estar perto dessas crianças renovavam a energia para a semana inteira!



AMO FOTOGRAFAR!  Pode falar oque quiser sobre os registros dos dias atuais, mas a fotografia é a invenção do século! a tecnologia tirou o glamour que poucos tinham acesso... uma fotografia da família ou o famoso Álbum do bebe era raro antigamente... e bonito que tem hoje em dia um registro daquela época... mas as crianças dessa geração tem váaaarios arquivos no PC  sem dar a devida importância e a valorização  de guardar em papel ou um álbum concreto de fotografias.


E vocês? O que você faz pra ser feliz? ...♪ 
Comentem aqui, e deixem seus comentários sobre oque vocês acharam desse post.


Projeto 52x5


Encontrei um projeto bem bacana no blog “devaneios e metamorfoses”  Este projeto consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido!!! 
Nessa postagem, apresentarei as 52 questões a serem respondidas em cada semana. Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. O projeto iniciará no dia 04/06/2014 e terminará no dia 04/06/2015. 

Eis os 52 x 5 momentos para compartilhar: 

Semana 1: Coisas que me fazem ficar feliz 
Semana 2: Eu nunca...
Semana 3: Coisas pra se fazer no calor
Semana 4: Minhas citações preferidas são: (trechos de livros, de músicas, frases de autores, etc).
Semana 5: Fazem parte da minha wishlist 
Semana 6: Os super poderes que eu gostaria de ter se fosse um super-herói seriam:
Semana 7: Eu sempre...
Semana 8: Os melhores filmes infantis que já assisti foram: 
Semana 9: Pessoas que eu gostaria de conhecer / ter conhecido: 
Semana 10: Minhas comidas preferidas são... 
Semana 11: Meus brinquedos preferidos na infância eram: 
Semana 12: Coisas pra se fazer no frio: 
Semana 13: Fico sem graça quando...
Semana 14: Meus sites preferidos na internet: 
Semana 15: O que há de pior no mundo virtual? 
Semana 16: Isso, pra mim, não é diversão: 
Semana 17: Personagens cuja vida eu gostaria de viver por um dia: (filmes, livros, seriados, etc.)
Semana 18: Sinto saudades... Semana 19: Meus seriados preferidos:
Semana 20: Fico de mau humor quando: 
Semana 21: Meus piores defeitos: 
Semana 22: Na minha geladeira tem que ter: 
Semana 23: Coisas que me incomodam no mundo contemporâneo:
Semana 24: Casais preferidos: (filmes, seriados, livros)
Semana 25: Tenho aflição de: 
Semana 26: Se eu pudesse trocar de profissão, eu seria: 
Semana 27: Coisas legais para se fazer nas férias: 
Semana 28: Minhas maiores "neuras" e manias são:
Semana 29: Filmes que me "falam ao coração": 
Semana 30: Fico impaciente com pessoas que: 
Semana 31: Quando não tenho nada para fazer, eu gosto de: 
Semana 32: Ainda quero aprender: 
Semana 33: Tenho medo de: 
Semana 34: Livros que eu acho que todo mundo deveria ler: 
Semana 35: Minhas piores compras foram: 
Semana 36: Morro de preguiça de: 
Semana 37: O que, de melhor, o mundo virtual te trouxe/traz?
Semana 38: Desculpe, mas eu acho brega: 
Semana 39: Minhas melhores qualidades: 
Semana 40: Meus "cheiros" preferidos são: 
Semana 41: As coisas mais difíceis num relacionamento amoroso são: 
Semana 42: Quer acertar no meu presente? Então me dê... 
Semana 43: Músicas que eu não canso de ouvir: 
Semana 44: Meus vilões preferidos são: 
Semana 45: Lembra a minha adolescência: 
Semana 46: Parece que todo mundo sabe ____, menos eu: 
Semana 47: Quando estou apaixonado(a), eu... 
Semana 48: Nunca tive coragem de... 
Semana 49: Lugares no mundo que eu gostaria de conhecer: 
Semana 50: Pessoas que eu admiro: 
Semana 51: Coisas que me marcaram neste ano que está acabando: 
Semana 52: No ano que vem eu quero:


3 de junho de 2014

14 coisas para ser em 2014 (Semestral)




  1. Psicologia: Esse foi um daqueles semestres SACANAS sem o bom rendimento do semestre anterior... Dei continuidade ao estagio de psicologia educacional II, mesmo com as mudanças de supervisão de estágio e da direção da escola onde estou fazendo estágio. Continuamos em passos lentos…
  2. Comprar uma agenda: Ganhei uma “agenda da secretaria” do meu serviço, então as minhas anotações eu marco naquela agenda mesmo (as datas de provas e compromissos)... Mas, não escrevo nada muito pessoal e nem diariamente.
  3. Entrar na academia (exercício físico): Minha mãe andou falando de umas aulas de Zumba, mas fiquei esperando para encaixar nos meus horários... Resumindo: Não estou fazendo nenhum tipo de exercício físico. 
  4. Leitura: Comprei 08 livros até agora e li apenas 02 deles minha rotina de leitura esta deixando a desejar nesse semestre... Mas, estou comprando os livros mais queridos e esperando para devora-los nos meus tempos livres.
  5. Organização: Estou organizada esse ano, mas alguns atrasos frequentes na aula me trouxeram algumas dores de cabeça em algumas aulas... Os meus horários esse ano mudaram depois que comecei a trabalhar, mas consegui organizar os meus novos horários sem acumular trabalhos... 
  6. Minha alimentação: Estou almoçando em restaurante a semana toda. Então, está mais fácil comer pelo menos dois tipos de salada diferente por dia... tomo refrigerante com mais frequência também hehehe
  7. (+) Blogueira: Estou sem computador, alguns “rituais” para escrever eu não estou conseguido ter no momento, mas, estou me podando muito menos na hora em que realmente escrevo e posto no blog.
  8. Manter a organização do Blog: No blog Um lado Milla... Estou tendo pouco tempo para fazer bagunça por aqui. Por isso, parece que sosseguei o facho com as mudanças que eram frequentes nos outros blogs que eu já tive.
  9. Sair para fotografar: Ai está... uma coisa que NÃO estou fazendo com frequência. Meu final de semana é preguiçoso... Geralmente não estou saindo com uma grande frequência e de vez em quando (bem de vez em quando...) rola algo bacana como algum show ou evento...
  10. Sossegar com o meu cabelo: Só estou usando a mesma pintura (4.66) em cada 15 em 15 dias no meu cabelo desde o começo do mês e estou mantendo...
  11. Tomar mais água: Estou carregando uma garrafa de água (cheia de água ¬¬) na bolsa para molhar a garganta com mais frequência e no serviço a empresa fornece uma garrafinha de água para cada funcionário.
  12. Usar protetor solar: Esta frio né...
  13. Ser econômica: No ano passado guardei 73 reais em moeda. A meta de guardar as moedinhas na lata ainda continua no ano de 2014.
  14. Comprar uma estante de livros (Manter organizada): Comprei esse ano no dia do livro (23 de abril) até postei sobre nesse post aqui.

2 de junho de 2014

1/4 cheio de mudanças...



... E você nunca vai saber de nada do que eu senti
Sozinho no meu quarto de dormir...”.


Acabei de receber essa imagem por Whatsapp:

Oque vocês estão fazendo no meu quarto?
Acabei de perceber que ontem à noite, foi a ultima vez que entrei e descansei no meu (velho) quarto... Aquele com o colchão solto no lado da janela, uma TV grudada na parede, do lado direito um guarda-roupa recém-comprado e uma estante de livros um dia tão sonhada...

curtindo o meu velho quarto...


Morei em apartamento até os 06 anos de idade. Não lembro direito do meu quarto lembro-me do meu primeiro jogo de quarto, pois quando me mudei para a casa de madeira e os móveis vieram juntos: A cama era de solteiro acoplado com um baú onde eu guardava as minhas bonecas e tralhas e um guarda roupa com uma penteadeira com um espelho em um formato de quadrado.

Meu quarto na casa de madeira tinha os móveis que falei a cima, incluindo mais tarde uma mesinha em formato circular com quatro cadeiras que ganhei da minha vó. Lembro-me das minhas brincadeiras com os meus ursos e bonecas sentados nas cadeiras em volta da mesa fazendo o papel dos amigos imaginários...

Fiquei um ano e meio sem quarto... Quando me mudei para a casa dos fundos da casa da vizinha... Meu “canto” se traduzia em um sofá... De vez em quando a cama dos meus pais. Mais era raro, bem raro.

minha escrivaninha ou parte dela...
Quando mudamos para a casa nova, ganhei um quarto Só para mim! (maravilhas de ser filha única) e enfim, com um jogo de quarto novo contendo:  uma cama de solteiro, um guarda roupa, uma cômoda e uma escrivaninha (foi quando o computador veio...) a escrivaninha foi a minha companheira das madrugadas. aliás, foi onde escrevi a maioria dos meus posts nos blogs anteriores... E de onde surgiu a ideia de fazer um novo cantinho que aqui está!

Foi quando eu notei que... O terceiro quarto da casa “o quarto do meio” era maior que o meu quarto original, quando percebi isso me mudei imediatamente transformando o quarto do meio no meu quarto! Do jogo de quarto do quarto anterior... Só restou mesmo à velha escrivaninha que ganhei quando tinha 13 anos (que aguentou o tranco legal, até esse ano...). A cama era de casal, acoplado com o guarda roupa parecendo uma “gruta” da cor parecida com madeira bem clara.


O ultimo quarto (que eu dormi até ontem...) ganhou novos móveis uma mesa, uns três ou nove (dois) nixos... Colocarei fotos do “novo” quarto nos próximos posts e não vejo a hora de curtir "o meu cantinho(News!)".

© Lado Milla
Maira Gall